Bancos e Odebrecht acertam acordo de R$ 2,6 bi | Fábio Campana

Bancos e Odebrecht acertam acordo de R$ 2,6 bi

Depois de quatro meses de intensas negociações, bancos e Odebrecht acertaram ontem à noite os termos de um acordo para liberar R$ 2,6 bilhões ao grupo. O novo empréstimo será concedido por Bradesco e Itaú, sendo que cada instituição vai conceder 50% do montante em duas parcelas: uma de R$ 1,7 bilhão e outra de R$ 900 milhões, com garantias de ações da Braskem. O acordo, no entanto, tem pontos pendentes e ainda precisa ser formalizado no comitê de crédito de algumas instituições. Além disso, o grupo negocia uma parcela adicional de R$ 500 milhões.

Quase metade dos R$ 2,6 bilhões – que serão liberados por meio de emissão de debêntures – ficará com a construtora do grupo para pagar uma dívida de R$ 500 milhões vencida em abril e para capital de giro da empreiteira. Apesar de o novo empréstimo ser concedido por Bradesco e Itaú, o acordo todo envolveu Banco do Brasil, Santander e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – credores da empresa. As informações são do Estadão.


2 comentários

  1. NA CORDA BAMBA
    terça-feira, 22 de maio de 2018 – 8:50 hs

    Aí entram no jogo outras instituições que lucraram absurdamente
    com todas as transações que ocorreram nesta teia de aranha infini-
    ta. São “acordos” que nada mais são do que mais acertos para que
    os bancos ganhem mais. Que outro ramo do país ganha mais grana
    do que os bancos !? Os juros acachapantes cobrados dos brasilei-
    ros em todos os níveis são considerados legais !?

  2. VISIONÁRIO
    terça-feira, 22 de maio de 2018 – 8:51 hs

    Meus pais me orientaram tudo errado quando dei conta de estudar.
    Deveriam ter me dado um pequeno banco mas que tivesse uma
    forte ligação política…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*