APP-Sindicato comemora | Fábio Campana

APP-Sindicato comemora

O Tribunal de Justiça do Paraná concedeu liminar e suspendeu uma resolução da Secretaria da Educação que diminuía o tempo de hora-atividade dos professores estaduais.
APP-Sindicato comemorou o custo disso para o Estado: R$ 37 milhões por mês.


4 comentários

  1. Simone Freitas
    quinta-feira, 10 de maio de 2018 – 15:31 hs

    Que ironia Campana! É direito que o Richa, Rossoni e Mauro Ricardo cortaram indo contra a Lei! Esperamos que a Cida não siga a mesma linha deles!! Estamos de olho!!

  2. servidor desalentado ...
    quinta-feira, 10 de maio de 2018 – 16:31 hs

    12 % …

    Para o Funcionalismo do Poder Executivo do PR, a reposição salarial necessária para repor as perdas salariais desde janeiro de 2016, aproxima-se de 12%.

    O IBGE reportou o IPCA de abril, que mostrou um alta de 0,22 por cento, resultando num índice acumulado até abril de 2018, de 0,92%.

    Para o funcionalismo público do Poder Executivo (data base: 1º de maio), com os mesmos salários desde janeiro/2016, a reposição salarial necessária exata em 1º de maio de 2018, é de 11,53%.

    Nesse contexto, está incluído o pessoal da educação, policiais civis e militares e secretarias e órgãos da administração direta !

    Até quando esse arrocho salarial maldito continuará, e somente para tais servidores púbicos.

    E é bom que se diga: todos os demais poderes e instituições tiveram suas datas bases preservadas, inclusive com alguns ganhos extras (auxílios e gratificações).

    Pode tal injustiça prevalecer e continuar ?

  3. Jãojão
    sexta-feira, 11 de maio de 2018 – 1:28 hs

    oque a APP sindicato comemora, a Sociedade chora…

    êêêêê PTzaiada chupim que não vai embora…

  4. O Observador
    sexta-feira, 11 de maio de 2018 – 9:14 hs

    A hora-atividade é de extrema importância aos professores que muitas vezes precisam dar aula em 2 ou 3 escolas durante o dia e só tem aquele tempo para preparar tudo o que corresponde a sua jornada docente. O problema é que os sindicato deixou de ser uma entidade em defesa da categoria há muito tempo e as pautas que deveriam ser em manutenção e proteção dos direitos viram palco de embates políticos e convicções pessoais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*