A explicação de Parente | Fábio Campana

A explicação de Parente

A opção de praticar preços abaixo da referência do mercado do petróleo aumentaria nosso endividamento, colocando em risco a realização dos investimentos que garantem o nosso futuro. Não existe alternativa sem custos. Preços desconectados da realidade do mercado significam que alguém está pagando a conta, e as leis do País estabelecem que não é a Petrobras“.
Pedro Parente, presidente da Petrobras

(Foto: Sergio Moraes/Reuters)


2 comentários

  1. QUESTIONADOR
    terça-feira, 29 de maio de 2018 – 12:25 hs

    -Infelizmente senhor Pedro Parente suas declarações caíram por descaso, acha visto que o senhor faz parte ou é sócio daquele seu amigo informado na Revista Crusoé…pagou adiantado R$ 2 bi…
    -O senhor é fruto da doutrina do socialismo fabiano praticado pelo seu “mestre” FHC(serviçal de George Soros e do CFR Brasil)…não tem moral alguma de como administrar um bem público em semi-público…em que a população deve ser ouvida!!!

  2. Louise
    terça-feira, 29 de maio de 2018 – 12:38 hs

    Talvez o que não esteja sendo visto ou cogitado, seja o fato de que parte do universo do sistema de transporte pode ter falido, sim faliu, a evolução dos preços do combustível inviabilizou a atividade dos autônomos, e sendo assim, não há motivação para retomarem a atividade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*