Vinde a mim ou o fiasco | Fábio Campana

Vinde a mim ou o fiasco

Ciro Gomes aposta que o PT não conseguirá se organizar para a eleição de 2018. E só terá uma alternativa viável: correr para seus braços ou protagonizar um fiasco eleitoral, informa Monica Bergamo. Isso justificaria as atitudes do ex-ministro, de solidariedade apenas relativa a Lula e distância do partido.
A conclusão é também de dirigentes e lideranças do PT que mantiveram alguma ponte com ele e com lideranças do PDT, ao qual é filiado, nos últimos meses.
Ao mesmo tempo, Ciro sabe que a maioria dos dirigentes petistas prefere, hoje, lançar candidato próprio, ainda que enfrentem enormes dificuldades eleitorais. A legenda mantém, apesar dos baques, 19% da preferência partidária, segundo o Datafolha.
Antes de ser preso, Lula lamentava as críticas que Ciro faz à legenda. Se fosse diferente, dizia, seria inevitável apoiá-lo.

(Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)


2 comentários

  1. quinta-feira, 12 de abril de 2018 – 9:53 hs

    ESSE CIRO GOMES NÃO SE TOCA, UMA COISA É SER ELEITO COM VOTOS DE CABRESTO, OUTRA É CONVENCER ELEITORES POLITIZADOS!!!
    CORONELZINHO DO SERTÃO,KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  2. Daniel, o ateu atento
    quinta-feira, 12 de abril de 2018 – 11:06 hs

    Fora com este Ciro Gomes!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*