Uma prisão definida em cinco horas | Fábio Campana

Uma prisão definida em cinco horas

Por volta do meio-dia de hoje, quase 12 horas depois da decisão do STF, o procurador da República Maurício Gotardo Gerum pediu ao TRF-4 a prisão imediata de Lula.
De acordo com o sistema que monitora os processos, às 17h31 o TRF-4 informou a Sergio Moro que a pena imposta ao ex-presidente podia ser executada.
Em 19 minutos –às 17h50–, Moro expediu a ordem de prisão do condenado.
As informações são d’O Antagonista.


4 comentários

  1. Birosca
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 19:35 hs

    Edson Casagrande ex-secretario de estado que foi preso parece ser bem querido do povo, rs. Mas pensei que só o PT roubava?

  2. Amarante Mello Rego
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 20:22 hs

    Moro tá parecendo guri em fila de matiné,ta ansioso,mas é um juiz imparcial quaquaqua.

  3. Juca
    sexta-feira, 6 de abril de 2018 – 14:49 hs

    Amarante, T Mello o Rego, o que vocês petistas tem é inveja e ciúmes de quem é honesto, qualidades que nenhum de vocês ostenta!

  4. Maquiavel
    sexta-feira, 6 de abril de 2018 – 16:04 hs

    Prendeu um condenado. Demoraria mais se tivesse de prender alguém que está renunciando a um cargo…

    Cinco horas o chapéu…desde que começou o processo foram quantos ANOS?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*