Reitor da UFSC: excesso de insinuações e escassez de provas | Fábio Campana

Reitor da UFSC: excesso de insinuações e escassez de provas

A revista Veja teve acesso ao inquérito da operação da Polícia Federal para desarticular um esquema que desviara mais de 80 milhões de reais de fundos destinados à Universidade Federal de Santa Catarina. Entre as pessoas presas na operação estava Luiz Carlos Cancellier de Olivo, reitor da universidade. Ele ficou detido por 30 horas e quando saiu foi proibido de pisar na UFSC, 18 dias depois se suicidou.
Veja leu as 6 mil páginas do inquérito e as 800 páginas do relatório final da investigação e chegou à conclusão: “É uma leitura perturbadora pelo excesso de insinuações e escassez de provas”.

(Foto: Pipo Quint/Agecom/UFSC/Reprodução)


7 comentários

  1. Xerpa
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 14:47 hs

    Ultimamente na justiça, com o pretexto de se fazer justiça, criaram um novo conceito de investigação, onde vale tudo, e o acusado tem que provar a inocência, acabaram com a presunção de inocência. Imaginem se as 10 medidas do Dalagnol tivessem sido aprovadas. Fim do Habeas corpus, provas ilícitas seriam aceitas desde que obtidas de boa fé, e outras barbaridades que serviriam para governos ditatoriais, como Cuba, Venezuela.
    O problema é que ninguém é responsabilizado. Prenderam e prendem acusam e acabam com famílias e nem desculpas pedem.

  2. Tonho
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 17:03 hs

    A COR DO UNIFORME DA DITADURA TEVE MUTAÇÃO CROMÁTICA: DE VERDE-OLIVA PARA O PRETO .. COM UMA CORDINHA VERMELHA..

  3. Tonho
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 17:05 hs

    VOU REPETIR MAIS UMA VEZ QUE A RAZÃO DA EXISTÊNCIA DO JUIZ É DE JAMAIS PERMITIR A ACUSAÇÃO E CONDENAÇÃO DE UMA PESSOA SEM PROVAS (ROBUSTA, CABAL, REAL). MAS ISSO Ñ VEM OCORRENDO. PESSOAS ESTÃO SENDO ACUSADAS E CONDENADAS COM BASE EM “HISTORINHAS”

  4. xiru de palmas
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 18:05 hs

    Tal qual fizeram como o Lula.

  5. HELENA
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 18:07 hs

    Uai! quem não deve não teme! porque suicidou-se???

  6. gerson
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 22:46 hs

    pois e dona Helena quem tem vergonha na cara não aceita esse tipo de acusação e acaba se suicidando mesmo agora quem e acostumado com outras coizas e capaz de sorrir

  7. HELENA
    sábado, 28 de abril de 2018 – 11:36 hs

    Quem tem vergonha na cara, dorme em paz pela a consciência tranquilla, tem equilíbrio, acredita em Deus e não teme calúnias, porque um dia a verdade aparecerá, tal como aconteceu com um politico de nome Alceni Guerra do Pr. Espero que a família deste prove que ele era inocente, talvez seja,se for, é porque ele deveria ter algum problema de saúde para fazer o que fez com sua vida, é muito triste tudo isso. Lamento! espero que ele seja inocente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*