Protesto do protesto | Fábio Campana

Protesto do protesto

Os moradores da região da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba resolveram usar as mesmas armas que tanto lhe incomodam. Subiram em carro de som e se mandaram para o Centro Cívico. Passaram pelo Palácio Iguaçu e pelo Palácio 29 de Março, sedes do governo estadual e da prefeitura, e gritaram a plenos pulmões sobre a incômoda rotina de conviver com os novos vizinhos.
A Rafael Greca, mandaram um “bom dia, prefeito” – ironia ao “bom dia, presidente” que os acampados repetem todas as manhãs. Como acontece também em frente da PF, não houve resposta lá de dentro.


4 comentários

  1. quinta-feira, 26 de abril de 2018 – 11:50 hs

    com certeza não estava lá !

  2. Veredito
    quinta-feira, 26 de abril de 2018 – 13:29 hs

    Sim, está no México., dizem que a trabalho. Agora esperamos as fotos que a imprensa mexicana vai publicar para saber em que paria ele estava

  3. Uncle Joe 100
    quinta-feira, 26 de abril de 2018 – 17:09 hs

    Apoiadíssimos, que tanto o prefeito como a governadora sofram do mesmo que este povo está sofrendo. E os senhores deputados e os nobres togados também que tenham a sua parte de “sofrimento”. Quero ver se a Justiça, o governo do estado e a prefeitura vão por este povo para correr. O que vale para um vale para outro. Ou não vale?

  4. Aline
    sexta-feira, 27 de abril de 2018 – 12:06 hs

    A questão é que não havia nenhum morador do entorno da PF ou sequer do bairro do Santa Cândida na tal “manifestação”. Eram sim uns 15 gatos pingados MBL e de outros grupos direitosos de Curitiba.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*