Paulo Bernardo e a delação | Fábio Campana

Paulo Bernardo e a delação

Com o escândalo do Ministério das Comunicações e o empréstimo fraudulento a aposentados públicos, Bernardo se tornou um recluso. Diferente da mulher, a senadora Gleisi Hoffman (PT), que continua gritando nos palanques pró-Lula, ainda que já tenha virado ré na Lava-Jato, assim como Bernardo.
O ex-ministro tem dito a amigos próximos que não ficará muito tempo na cadeia, caso seja mandado ao Complexo Médico Penal em Piraquara. Sua tendência é mesmo a delação premiada. A justificativa? Há filhos pequenos para criar, etc., informa o professor Aroldo Murá.

(Foto: Renato Araújo/ABr)


3 comentários

  1. Dionleno
    segunda-feira, 23 de abril de 2018 – 14:30 hs

    “Filhos pequenos para criar…” , se esse for o principal argumento, deve ser obrigatório o exame de DNA…

  2. CLOVIS PENA . Como o Mantega?
    segunda-feira, 23 de abril de 2018 – 15:13 hs

    A gente chega até a esquecer deles.
    O Mantega tinha contra si um mandado de prisão e com o episódio da mulher no hospital não foi preso.
    E não sabemos como ficou o caso.
    É. Boca fechada às vezes faz bem.
    Ou há algo mais que o silêncio nas estratégias ?

  3. ESTAMOS DE OLHO
    segunda-feira, 23 de abril de 2018 – 15:31 hs

    REALMENTE PAI E O QUE CRIA
    KKKKK

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*