Os votos dos ministros nomeados por Dilma | Fábio Campana

Os votos dos ministros nomeados por Dilma

Os quatro ministros nomeados por Dilma ainda em atuação no Supremo votaram a favor da prisão imediata do ex-presidente Lula. São eles: Luiz Edson Fachin, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber.
Conta a Coluna do Estadão que Patrus Ananias, ex-ministro de Dilma, acompanhou do plenário do Supremo o julgamento do HC de Lula. Ficou com os olhos marejados depois do voto da ministra Rosa Weber pela prisão imediata.
O plenário da Corte ficou esvaziado após a decisão dela.


5 comentários

  1. Palpiteiro
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 10:12 hs

    Os covardes são destinados à lata de lixo da história.

  2. Veredito
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 10:31 hs

    Primeiro os interesses pessoais, depois os interesses dos brasileiros. É como fala aquele ditado popular:
    “Pode ser ladrão, gay, corrupto, ou assaltante de banco mas é meu amigo”.
    A carreira destes vermelhos de toga , menos a da corajosa Rosa Weber, tem data marcada para terminar.

  3. tadeu rocha
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 10:33 hs

    O BRASIL TEM QUE MUDAR TODOS URGENTEMENTE,

  4. CLOVIS PENA . Tofoli & Rosa
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 10:50 hs

    Toffoli e Rosa Weber, ministros do STF como já era esperado, são contra pautar a questão da prisão após julgado um caso em segunda instância.

    O assunto, hoje pacificado, é um barril de pólvora que, se provocado logo a seguir, explodirá. Seria bom alguém da família ou um bom amigo tentar colocar isto na cabeça do Gilmar.
    Sim, o Gilmar que virou as costas para suas obrigações no Supremo, em assunto grave de interesse nacional e bateu asas para a Europa participar de um seminário e não sei mais o que .

  5. Djair
    quinta-feira, 5 de abril de 2018 – 11:35 hs

    Esses ministros devem satisfação, ao povo brasileiro é não ao políticos que os indicaram. Acima de tudo os interesses do povo , todos esquecem que a máquina pública sobrevive com impostos, de onde que vem a grande parte desses recursos; do povo assalariado!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*