Instituto de Cultura Árabe critica declarações de Ana Amélia | Fábio Campana

Instituto de Cultura Árabe critica declarações de Ana Amélia

O Instituto de Cultura Árabe divulgou nota nesta quinta-feira, 19, criticando as declarações da senadora Ana Amélia (PP-RS) vinculando o canal catari Al-Jazeera com terroristas islâmicos. Ana Amélia fez os comentários no senado na quarta-feira, ao criticar um vídeo enviado pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ao canal, pedindo apoio do mundo árabe contra a detenção do ex-presidente Lula, condenado e preso na Operação Lava Jato. As informações são do Estadão.

“A Al-Jazeera é um dos grupos de comunicação mais respeitados do planeta. Além de praticar um jornalismo que serve de referência, entrevista e promove reportagens com líderes, artistas, intelectuais e ativistas que se identificam com a luta em defesa dos direitos humanos, respeitando a diversidade de opiniões”, diz a nota. “Relacionar uma emissora de TV do mundo árabe a grupos terroristas, além de demonstração de desconhecimento em relação aos países árabes, é prática explícita de preconceito racial e islamofobia.”

No comunicado, o instituto ainda lembra que o Brasil historicamente é destino de imigrantes de diversas partes do mundo, entre eles, os árabes. . “A Constituição brasileira é clara quanto aos delitos de racismo e discriminação e quaisquer formas de sistemas religiosos e profissões de fé. Partindo de uma senadora da República, constitui-se em um constrangimento ainda maior para nossa a sociedade”, prossegue o texto. “Valorizamos o caminho da harmonia entre as comunidades e entre os povos e o respeito às diferenças. Acreditamos que a integração entre as culturas e o diálogo são essenciais, assim como o respeito aos direitos humanos de todas as pessoas, brasileiras ou não.”

Ana Amélia afirmou que Gleisi poderia ter violado a Lei de Segurança Nacional por supostamente ter provocado “atos de hostilidade” contra o Brasil . “Espero que essa convocação não seja um pedido para o Exército islâmico atuar no Brasil”, disse a senadora gaúcha.

Não há nenhum grupo terrorista de grande porte chamado “Exército Islâmico”. O Estado Islâmico ocupou entre 2014 e o começo deste ano faixas de território na Síria e no Iraque, além de organizar atentados em grandes capitais europeias, mas não há evidências de qualquer vínculo do grupo com a Al-Jazeera.

Mais cedo, a Procuradoria-Geral da República instaurou procedimento preliminar para analisar a possibilidade de abrir inquérito sobre o vídeo de Gleisi. O Icárabe se diz uma instituição laica, dedicada à promoção da cultura árabe no Brasil.


11 comentários

  1. Jãojão
    quinta-feira, 19 de abril de 2018 – 23:54 hs

    Instituto de Cultura Árabe?? Cultura? hummmm
    aparelhado pela esquerda???? hummmmm

    vai pra pqp junto com a GReisê

    sumam daqui PTzada!

    Osmar não esquecemos de vc!

  2. Dionleno
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 7:34 hs

    Quem lê estas declarações quase acredita que o islã prega a tolerância…

  3. sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 8:22 hs

    Mesmo assim eu acho que a Gleisi não devia ter feita essa declaração, acusando o Poder Judiciário brasileiro de ser manipulado pela Imprensa, E que a Justiça Brasileira Condenou o bandido Lula sem que ele cometesse Crime! Mentiu Publicamente e foi um Erro grave avacalhar o Poder Judiciário! Gleisi é canalha, na linguagem de seu amiguinho Mamona!

  4. Mato
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 8:35 hs

    para justificar a demência com que se da opinião
    vamos dizer que todos que pensam diferente são a esquerda

  5. JOGO LIMPO
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 8:42 hs

    Dar entrevista é uma coisa, convocar “os árabes” para defender Lula é outra coisa.

  6. jorge Hardt Filho
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 9:13 hs

    Ao divulgar uma opinião com mentiras, denegrindo os poderes de uma democracia ( coisa que a quase totalidade dos países árabes desconhecem) a Al-jazeera cometeu um crime assim como o instituto de cultura árabe.

  7. HORA DA VERDADE
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 10:36 hs

    LULA NÃO É PRESO POLITICO. É UM POLITICO PRESO. Imagine-se se todos os acusados na justiça tivessem tantos e tão caros advogados como Lula teve e tem (estão em curso ainda meia duzia de processos) as cadeias estariam vazias, mas nem por isso a bandidagem deixaria de existir – pelo contrario. A impunidade estimula a criminalidade.
    Então me pergunto: Al – Jazeera, que acompanha o noticiario internacional, não tomou conhecimento do rumoroso caso da condenação do Lula pelos maiores jornais e TVs do PLaneta?
    Se a AL-Jazeera, divulga um vídeo que afirma ser o Lula um preso politico (crime de opinião) não estaria a emissora assumindo uma postura ideológica e politica que confronta com o resto da imprensa livre do mundo.
    Gostaria de saber onde fica este INSTITUTO DE CULTURA ÁRABE, para conhecer um pouco do mundo arabe. Algum brimo pode informar?

  8. Sergio
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 10:36 hs

    Pois é, ela só foi pedir o quê mesmo?

    Falou o quê ?

    E uma empresa que se diz altamente democratica, dá espaço para este tipo de entrevista, sem ao menos averiguar o por quê o Lula esta preso.

    Esta preso porque montou uma quadrilha para roubar e roubaram mesmo o Brasil, prejudicando o povo brasileiro.

    E aí vem vcs acharem que ela é santa e só foi defender o coitatinho.

  9. Antonio Alvaro Rosar
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 11:24 hs

    Entrevista sem pergunta é declaração ou apelo.

  10. PHILLIPS
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 17:26 hs

    Gostaria que o I.C.A enviasse a Matriz uma relação de roubos pelos petistas, e informasse que a Amante esta sendo julgada por corrupção, alias, ele e seu marido, ……..e informasse a mentira que ela contou, porque aqui no Brasil PRESO POLITICO e POLITICO PRESO SÃO COISAS DIFERENTES

  11. Uncle Joe 100
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 17:32 hs

    KKK dizer que este canal de televisão não faz apologia aos grupos terroristas, em especial árabes é o mesmo que acreditar que o MIckey Mouse não é um rato só porque não assusta ninguém. Alguém acredita que o tio Patinhas é mesmo um banqueiro bilionário? O pessoal da Al-Jazeera acredita e o condena também.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*