Ex-presidente da Câmara de Maringá é condenado | Fábio Campana

Ex-presidente da Câmara de Maringá é condenado

O ex-presidente da Câmara de Maringá, John Alves Correa, e o ex-dono da Polar Condicionadores de Ar, Carlos Roberto dos Santos, foram condenados por corrupção passiva e ativa, respectivamente.
Resumo rápido do caso: John  firmou um convênio com o banco Itaú, sem os devidos trâmites legais, em troca da instalação de um caixa eletrônico na Câmara, o banco concedeu “um patrocínio” de R$ 50 mil para manutenção do sistema de ar-condicionado da sede do Legislativo, a empresa de Carlos, não licitada, foi chamada para tratar do serviço.
O Itaú foi inocentado na história, John foi condenado por corrupção passiva qualificada e dispensa irregular de licitação a 6 anos, 6 meses e 20 dias de reclusão em regime semiaberto e 27 dias-multa. Carlos Roberto dos Santos foi condenado por corrupção ativa e por se beneficiar da dispensa de licitação, a 5 anos e 8 meses de reclusão em regime semiaberto e 23 dias-multa. E ainda, foram condenados dois ex-assessores de John: Joel Barbosa da Silva e Josemar Aparecido de Lima, a 2 anos e 8 meses de reclusão cada um, em regime aberto, podendo substituir por uma pena restritiva de direito com prestação de serviços comunitários.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*