Com autorização judicial sindicatos mantém impostos | Fábio Campana

Com autorização judicial sindicatos mantém impostos

Estadão,
Cinco meses após o fim do imposto sindical, com a entrada em vigor da nova legislação trabalhista, sindicatos de todo o País têm conseguido liminares na Justiça para manter a contribuição, que é uma de suas principais fontes de receita. Segundo levantamento online feito por advogados de associações de trabalhadores, já são 123 decisões a favor dos sindicatos, sendo 34 em segunda instância – a pesquisa não informa as decisões contrárias. O Judiciário não tem um levantamento oficial sobre o tema, mas já houve liminares derrubadas em segunda e terceira instâncias.

(Foto Hélvio Romero/Estadão)


6 comentários

  1. RR
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 12:31 hs

    O POVO TEM QUE ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA ESSE ROUBO, CONTRA ESSEES LADRÕES,ESSES VERMES QUE VÃO TRABALHAR AO INVÉS DE ASSALTAR O TRABALHADOR.

  2. ademir
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 14:01 hs

    SÓ VAI ACABAR QUANDOS OS JUÍZES DECIDIREM CONFORME A LEI….E NÃO NO QUE ELES ACHAM OU ACREDITAM……!

  3. FALA SÉRIO
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 16:01 hs

    Acontece que muitos “juízes” tem parcerias com grandes escritórios de advocacia. Tudo na surdina é claro.
    Quando o reclamante entra com uma ação trabalhista contra a empresa, geralmente pede a devolução dos valores descontados. Ou seja, a empresa é obrigada a devolver tudo que descontou à favor do sindicato.
    Então, melhor não descontar do funcionário porque certamente essas liminares irão cair todas.
    Se um juiz não cumpre a Lei, porque nós temos que cumprir?

  4. Paulo Tadeu Macedo Neves
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 16:49 hs

    Esse Brasil é uma vergonha.
    Melhor esses juizes são a vergonha do Brasil.

  5. luiz
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 18:20 hs

    Estão ganhando, mas não estão levando. E se levarem agora vão devolver dobrado mais tarde. Isso é fato. O resto é mimi de pelego vagabundo canalha.

  6. luiz
    sexta-feira, 20 de abril de 2018 – 18:25 hs

    Toda empresa que seu funcionários foram obrigados a pagar essa roubalheira para pelegos vagabundos tem por obrigação recorrer da ação. Por que senão depois serão condenadas a pagar indenizações para seus funcionários. A nova lei é clara. Juiz e pelego vagabundo não aprova leis. Quem aprova leis é o Congresso. E isso foi feito. Quem viver verá.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*