A cabeça do eleitor | Fábio Campana

A cabeça do eleitor


Na última pesquisa do Datafolha, foi perguntado ao eleitor quem Lula deveria apoiar caso não concorresse à Presidência da República. Espontaneamente, sem receber opções, 61% dos entrevistados responderam nomes que deixam claro que o eleitor comum não separa as pseudo-ideologias de partidos e candidatos e suas divergências: 19% responderam Marina Silva (Rede), 11% mencionaram Ciro Gomes (PDT) e 7% apontaram Jair Bolsonaro (PSL). Apenas 3% citaram Jaques Wagner e Fernando Haddad, do PT; 4% afirmaram que ele não deveria apoiar nenhum outro candidato.

 


2 comentários

  1. quinta-feira, 19 de abril de 2018 – 10:18 hs

    ENQUANTO NO BRASIL, O ELEITOR FOR OBRIGADO SAIR DE CASA PARA JUSTIFICAR SEU VOTO. QUALQUER MODELO DE PEQUISAS FEITA COM ESSE MODELO ELEITORAL NÃO TEM CREDIBILIDADE.
    PORQUE NENHUM POLITICO ABRAÇA ESSA PROPOSTA?
    PORQUE SERÁ NÉ???

  2. Uncle Joe 100
    quinta-feira, 19 de abril de 2018 – 17:46 hs

    A principal e única característica do eleitor brasileiro é que ele vota na pessoa e não no partido. Sempre foi assim e sempre será, é o que diz a pesquisa e ela é tão verdadeira que temos entre nós partidos políticos pessoais, dedicados a atender os desejos dos seus donos, e o pestismo é prova cabal do que digo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*