Taxa Extra: auditoria para apurar danos | Fábio Campana

Taxa Extra: auditoria para apurar danos

Após denunciar e solicitar a investigação das irregularidades reveladas hoje pela Operação Taxa Extra, do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos, a Prefeitura de Curitiba afirma que vai abrir uma auditoria para apurar a extensão dos danos e uma sindicância para afastar os servidores envolvidos. Essas medidas não foram adotadas antes para não atrapalhar as investigações que acontecem desde setembro do ano passado, depois de denúncia feita pelo 156.
A Prefeitura fará um pente-fino em todos os procedimentos dos últimos dez anos de que participaram os funcionários envolvidos. Além disso, o município vai cobrar os impostos não pagos ou pagos em valores inferiores devido às fraudes.
Os casos envolvem IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ITBI (Imposto sobre Transferência de Bens Imóveis) e ISS (Imposto sobre Serviço). Em troca de dinheiro, os funcionários alteravam registros no sistema interno administrativo, mudando ou anulando dessa forma valores devidos desses três tributos.


2 comentários

  1. JOAO AUDITOR
    terça-feira, 20 de março de 2018 – 18:39 hs

    um dos presos Eloir Debastiani é do PP de doutor ulisses presidente do diretorio lá,e atuando aqui na prefeitura com falcatruas? é so consultar o site do TSE por partido municipio etc. e ja trabalhou com deputados na alep mas apagaram seu nome da consulta na transparencia?? com a palavra o ministério publico imparcial…

  2. Marcio Costa
    quarta-feira, 21 de março de 2018 – 8:42 hs

    E para construir colégio imenso em local inadequado, também rola pixuleco?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*