Maria Letícia é reeleita presidente da Comissão de Saúde na CMC | Fábio Campana

Maria Letícia é reeleita presidente da Comissão de Saúde na CMC


A vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) foi reeleita à presidência da Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Esporte da Câmara de Vereadores de Curitiba. A instalação da comissão foi nesta terça-feira (6) na sala da presidência do legislativo e vereador Oscalino do Povo (Podemos) foi eleito vice-presidente. Também integram o colegiado: Noemia Rocha (MDB), Thiago Ferro (PSDB) e Jairo Marcelino (PSD).

Maria Letícia, única médica no legislativo, agradeceu o apoio dos colegas para liderar a comissão e salientou os bons resultados obtidos em 2017. “Estou comprometida com este grupo e espero contar com a ajuda de todos. Me aproximei da Secretaria de Saúde e isso refletiu positivamente. Peço que toda Comissão caminhe junto nesse sentido ”, declarou.

A Comissão de Saúde tem como principal função dar parecer sobre matérias relacionadas à saúde e assistência social em geral, higiene e profilaxia sanitária, assistência sanitária, alimentação, nutrição, práticas esportivas e de lazer.

São responsabilidades da comissão ainda promover audiências públicas e seminários, receber reclamações e sugestões da população e entidades representativas e realizar estudos a respeito dos seus campos temáticos.


6 comentários

  1. Vereadora safadinha essa.
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 21:32 hs

    Essa vereadora não é a que ganha salário da Câmara Municipal e acumula salário no IML como médica?

  2. Rosana campos
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 22:16 hs

    Essa vereadora representa a classe feminina com vários projetos e ações sociais. Parabéns vereadora Maria.

  3. Lia
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 22:59 hs

    Uma médica na comissão de saúde! Isso aí. .. seriedade nas comissões, trazendo melhores resultados para os curitibanos. A experiência dela como médica contribui muito para população!

  4. Ermelinda
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 23:14 hs

    É a vereadora com maior grau de intelectualidade . Só uma mulher inteligente p salvar a Saude de Curitiba

  5. Nina
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 23:16 hs

    É médica logo entende de saúde e gosta de trabalhar . Boa sorte na nova jornada

  6. Lucão
    quarta-feira, 7 de março de 2018 – 9:05 hs

    ´E ela mesmo. Deve acumular usando a prerrogativa de que médicos, professores e outras podem ter dois padrões. Mas me parece que dois padrões no exercício de suas funções, no caso dela , seria de médica. Agora não nos parece que vereador seja emprego, é sim um cargo eletivo.
    Tem outros vereadores que são funcionários públicos como ela, e abdicaram dos subsídios de vereador e optaram pelo salário de onde pertencem, no caso da vereadora ela está recebendo dos dois. Pode isso?
    Não sei se ocorre tal situação, mas é o que dizem as más línguas.
    Outro ponto é de que se ela não se licenciopu do cargo de médica legista não o fez como outros, então há de se perguntar qual horário e os dias que ela trabalha no IML e na Câmara. Há compatibilidade de horários?
    Afinal a vereadora é uma figura pública em duas ocasiões, como veeadora e funcionária pública na carreira de médica.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*