Infidelidade partidária no Paraná | Fábio Campana

Infidelidade partidária no Paraná

Começa na quarta-feira, dia 7, e dura um mês. Este é o período para o troca-troca de partidos em que deputados federais poderão fazer o voo de arribação e pousar em outras siglas sem risco de perder o mandato.
No Paraná, dos 30 deputados, oito depois de eleitos, já trocaram de casa e agora mais sete começaram a dança do acasalamento.
São eles:

Bem Paraná:

Devem trocar
Aliel Machado (Rede) deve mudar para o PSB
Osmar Serraglio (PMDB) deve mudar para o PP
Fernando Francischini (SDD) deve mudar para o PSL
Diego Garcia (PHS) deve mudar para o Podemos
Alfredo Kaefer (PSL) deve mudar para o Podemos

Indecisos
Sergio Souza (PMDB) Podemos
João Arruda (PMDB) PDT e “partidos pequenos”

Trocaram
Christiane Yared, eleita pelo PTN mudou para o PR
Sandro Alex, eleito pelo PPS mudou para o PSD
Edmar Arruda eleito pelo PSC mudou para o PSD
Alfredo Kaefer eleito pelo PSDB mudou para o PSL
Assis do Couto, eleito pelo PT mudou para o PDT
Toninho Wandscheer, eleito pelo PT mudou para o PROS
Nelson Padovani (suplente em exercício) era do PSC e mudou para o PSDB


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*