Deputados rejeitam urgência para votação de 'Escola sem partido' | Fábio Campana

Deputados rejeitam urgência para votação de ‘Escola sem partido’

Por 22 votos a 9, os deputados estaduais rejeitaram hoje requerimento que pedia regime de urgência para a votação do projeto “Escola sem partido”, pelo qual parlamentares da bancada evangélica da Assembleia Legislativa pretendem restringir discussões sobre política, sexualidade e gênero nas escolas públicas estaduais. O pedido foi apresentado pelo deputado Ricardo Arruda (PEN), que que é pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus e um dos autores da proposta. As informações são do Bem Paraná.


5 comentários

  1. Jaferrer
    segunda-feira, 19 de março de 2018 – 22:18 hs

    Esses evangélicos deveriam tratar dos seus rebanhos e deixar de se intrometer no que não entendem. Moralistas de cueca.

  2. Jamil
    segunda-feira, 19 de março de 2018 – 23:14 hs

    Escolas nos dias atuais não ensinam mais, é só ativismo de esquerda!

  3. Dionleno
    terça-feira, 20 de março de 2018 – 9:02 hs

    Os evangélicos desta vez tem razão, escola é para educar não para fazer lavagem cerebral.

  4. Pastor Ronaldo
    terça-feira, 20 de março de 2018 – 11:18 hs

    este missionario arruda é um impostor e nunca foi Pastor, porque pastor faz reuniões , abraça os pobres mendigos, visita e ora pelos doentes, por o é no barro nas vilas e favelas etc. este aí é um podre filhote da politica do ódio do fascismo e nunca terá a honra de ser um Pastor da Verdade! deveria se explicar ao ministerio publico aonde ele gaba que manda e tem muitos amigos como cresceu o patrimonio de 400 mil para 2.8 milhoes de 2010 a 214 ou teve algum milagre nisto na declaração na justiça eleitoral? com a palavra os nobres procuradores ou este direitista também não vem ao caso por ser amigo do richa…

  5. Funcionário público
    terça-feira, 20 de março de 2018 – 13:58 hs

    Missionário se cuida que vão descobrir sua empresa de petróleo. ..Tem convênio com a Petrobras do temer e do Parente? ??? Polícia nele.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*