Barroso autoriza quebra do sigilo bancário de Temer | Fábio Campana

Barroso autoriza quebra do sigilo bancário de Temer

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a quebra de sigilo bancário do presidente Michel Temer. A decisão é do dia 27 de fevereiro e atende a um pedido do delegado da Polícia Federal Cleyber Malta, responsável pelo inquérito que investiga irregularidades na edição do Decreto dos Portos, assinado em maio de 2017. A informação foi revelada nesta segunda-feira pelo site da revista Veja e confirmada pelo Estado.

A quebra de sigilo abrange o período entre 2013 e 2017. A solicitação feita pelo delegado, em dezembro do ano passado, diverge do pedido da procuradora-geral da República Raquel Dodge. Também em dezembro do ano passado Dodge solicitou quebras de sigilo no âmbito do inquérito dos Portos, mas não incluiu entre os alvos o presidente Temer. No entendimento da PGR, não havia, à época, elementos para a quebra do sigilo do presidente.


Um comentário

  1. Jose Nascimento
    terça-feira, 6 de março de 2018 – 9:37 hs

    São fatos para amenizar a opinião pública sobre prisão de Lula, após o fato consumado acaba, lava jato. E os demais políticos teriam supostos incorreções arquivadas, na pasta da prescrição, e o Brasil continuara sendo o país em que a Globo, oferece o futebol, e o Carnaval para os brasileirinhos sem futuro, e esperar pra ver.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*