Curitiba embaixo d'água | Fábio Campana

Curitiba embaixo d’água

A forte chuva que caiu sobre Curitiba e região metropolitana provocou pontos de alagamento na tarde desta quarta-feira (14). São vários bairros afetados e há relatos de trânsito parcialmente bloqueado em algumas ruas. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, a chuva acumulada na capital foi de 55 milímetros nesta quarta, sendo 44,4 milímetros apenas entre 15h e 16h. Informações da Banda B.

A Secretaria de Trânsito (Setran) informou que a chuva deixou o trânsito complicado nas ruas Visconde de Nácar, Fernando Moreira, Cruz Machado, Alameda Dr. Carlos de Carvalho e Visconde de Nácar. Um ponto de alagamento também foi registrado na Rua Dr. José Cláudio Ribeiro Renno, no bairro Campo Comprido. Já uma erosão, bloqueia parcialmente o cruzamento da Rua Des. Westphalen com a Avenida Visconde de Guarapuava.

No Rebouças, um bloqueio total foi necessário no cruzamento da ruas Engenheiros Rebouças e Desembargador Westphalen. Relatos apontam ainda alagamentos no Boa Vista, Mercês, Alto da XV e Bom Retiro. Na Linha Verde, o tráfego também ficou próximo ao Trevo do Atuba.

Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, os aglomerados de nuvens estavam sobre Santa Catarina e uma linha avançou para o Paraná neste início da tarde, provocando as chuvas. “Como é uma linha que avança lentamente, ela provoca bastante chuva em Curitiba, Litoral e Campos Gerais. Em duas horas tivemos o registro de 30 milímetros de água, sendo 20 milímetros deles em apenas nos últimos 15 minutos. É uma chuva intensa que provoca transtorno pelo curto espaço de tempo”, explicou o meteorologista Samuel Braun.

Defesa Civil

Em entrevista à Banda B, o coordenador da Defesa Civil de Curitiba, Nelson Ribeiro, disse que toda a estrutura da Prefeitura está em campo para avaliar a necessidade de atendimento na capital. “Essa chuva foi um pouco menos intensa que aquelas das semanas anteriores, mas como caiu em um curto espaço de tempo, precisamos observar. Até o momento não temos nenhuma ocorrência de grande proporção”, comentou.

Região Metropolitana

Em Colombo, na região metropolita, uma escola precisou ser evacuada na Rua Angelina Cavalli por conta do alagamento. Segundo o Corpo de Bombeiros, a altura da água alcançou aproximadamente 50 centímetros. Botes foram utilizados para o resgate das crianças. No bairro Atuba, foram várias ruas bloqueadas.

Em Campo Largo também são vários pontos de alagamento, como na Rua Mato Grosso.

Por favor, dê os devidos créditos e faça o link para conteúdo do nosso portal que você está copiando. Obrigado!

Portal Banda B Publicado primeiro em Portal Banda B » Chuva provoca alagamentos e complica trânsito em vários bairros de Curitiba.


8 comentários

  1. Lucão
    quarta-feira, 14 de março de 2018 – 21:08 hs

    Que coisa, quando ele dizia ” se não sabe fazer deixa que eu faço”, então descobrimos hoje que ele sabe até fazer chover.
    Tem emprego garantido no Ministério de Minas e eneregia, para dosar as chuvas com objetivo de suprir os reservatórios, caso não queira, poderá fazer sombra ao Padre Cícero e fazer chover no serão nordestino.

  2. TADEU ROCHA
    quinta-feira, 15 de março de 2018 – 8:13 hs

    na época de LUCIANO E GUSTAVO, Curitiba nunca viu isso, olhe que choveu também, os bairros nunca viram isso, porque isso falta das regionais fazer limpeza etc, e também povo parar de jogar lixo também, PARA PREFEITO SEMPRE TEM UMA RESPOSTA E POVO ACEITA. DURMA COM ISSO.

  3. Luiz Oliveira
    quinta-feira, 15 de março de 2018 – 9:33 hs

    Permitam-me fazer uma crítica a um anúncio da prefeitura que está passando na TV, onde aparece uma moça jogando uma garrafa de plástico no lixo reciclável e uma maçã (quase inteira) na lata de lixo orgânico. Reparem na arrogância, na soberba dessa moça quando ela joga a maça que mal comeu no lixo. Num país onde milhões são miseráveis, onde muitos passam fome, a prefeitura coloca uma pessoa na TV dando um mal exemplo para todos. Minha avó viu esse anúncio e comentou comigo, nos tempos de infância dela todos sabiam o valor dos alimentos e consumiam até o último naco. Quem inventou esse anúncio de mal gosto? Tem alguém na prefeitura que é responsável pelos comerciais? Como é que deixaram isso ir ao ar dessa forma?

  4. Maquiavel
    quinta-feira, 15 de março de 2018 – 9:35 hs

    Não houve ocorrências de grandes proporções, disse o Coordenador da Defesa Civil.

    Imagina se houvessem ocorrências além daquelas 07 postos da FAS inundados, ruas alagadas, carros boiando. Caos no trânsito.

    A administração greca é pródiga em colocar gente incapaz em postos chave.

  5. Maquiavel
    quinta-feira, 15 de março de 2018 – 11:04 hs

    Segundo a bandaB:

    Balanço divulgado pela Prefeitura de Curitiba aponta que a Defesa Civil registrou, nesta quarta-feira (14), 94 alagamentos concentradas na região centro/norte da cidade. Equipes do Meio Ambiente atenderam ainda a oito quedas de árvores.

    De acordo com a prefeitura de Curitiba, foram 66.8 milímetros de água da chuva acumulados até às 19 horasa. Como o Simepar previa um acumulado de 122 mm ao logo do mês, isso equivale a mais da metade prevista para março. Também na capital tivemos uma grande incidência de raios, aproximadamente 328 no período da chuva.

    Os bairros mais afetados foram Boa Vista, Bom Retiro, Pilarzinho, Mercês, Vista Alegre, Atuba, Centro, Alto da XV, Hugo Lange, Tingui, Bairro Alto, Santa Felicidade, Cajuru, Bairro Novo, Boqueirão e Bacacheri. Também houve alagamento na Região Metropolitana.

    Durante a chuva, houve, ainda, o afundamento de asfalto na esquina da Avenida Visconde de Guarapuava com Rua Desembargador Westphalen, no Centro. Equipes da Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) estão nas ruas para verificar nove registros de desabamento de muro.

    A Prefeitura de Curitiba contou com o apoio de todas as secretarias e administrações regionais no atendimento de ocorrências durante a tarde e noite desta quarta-feira. O Grupo de Operações Especiais da Guarda Municipal (GOE) auxiliou no resgate de uma senhora de 84 anos que estava com a casa alagada.

    Mais chuva

    E o forte calor prossegue nesta quinta-feira (15) no Paraná, segundo o Simepar. O tempo fica bastante abafado com previsão de temporais a partir da divisa com Santa Catarina e fronteira do Brasil com o Paraguai. Em Curitiba e Região Metropolitana, a previsão é de máxima de 30 graus e pancadas de chuvas fortes, como as que ocorreram ontem.

    Boletim atualizado da Defesa Civil de Curitiba:

    • Pontos de alagamento: 94;

    • Abalo estrutural: 18 acionamentos (Cosedi);

    • Quedas de árvores ou galhos: 8

    MAS SEGUNDO O COORDENADOR DA DEFESA CIVIL, NADA DE GRANDES PROPORÇÕES!

    Imagina o que ele considera “de grandes proporções”…

  6. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 15 de março de 2018 – 11:30 hs

    Curitiba precisava mesmo lavar seus pecados…

  7. quinta-feira, 15 de março de 2018 – 11:31 hs

    EU NÃO SOU ENGENHEIRO, MAS NAO SOU BURRO, TEM QUE TOMAR UMA PROVIDENCIA SÉRIA QUANTO A ESTE PROBLEMA DE INUNDAÇÃO, POIS A ULTIMA VEZ QUE FOI FEITO ALGO FOI NOS ANOS 1970

  8. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 16 de março de 2018 – 11:43 hs

    -Cadê aquele prefeitozinho de araque chamando Rafael Greca que não manda limpar as galerias da rede de águas pluviais???
    -Só sabe dar desculpa para não fazer o que deve…afinal de contas, tem quantos cargos de comissão a Prefeitura de Curitiba??? Ah tá…então é por isso que a cidade está abandonada: não tem dinheiro para a conservação….mas para acertar a vida dos que são apadrinhados e ajudaram na campanha, aí tem!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*