Richa manda afastar servidores investigados na Lava Jato | Fábio Campana

Richa manda afastar servidores investigados na Lava Jato

O governador Beto Richa mandou afastar os dois servidores estaduais investigados na Operação Integração deflagrada nesta quinta-feira, 22, pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Receita Federal. Foram afastados das funções o advogado Carlos Felisberto Nasser, lotado na Casa Civil, e o engenheiro Nelson Leal Junior, diretor do DER.

“No Paraná, não varremos nada para debaixo do tapete. Eu determinei a Controladoria Geral do Estado que instaure um processo para investigação e esclarecimento destes fatos, possíveis irregularidades e mandei afastar imediamento os servidores investigados nesta operação”, disse Richa.

Sobre o servidor da Casa Civil, Richa explicou que Carlos Nasser não tem qualquer ligação com o seu gabinete.”Ele nunca foi meu assessor direto e participou de vários governos anteriores. Ele é um servidor de terceiro escalão, não tem ligação alguma com o meu gabinete e está sendo investigado por uma relação pessoal dele com a empresa que tem a concessão de pedágio”, disse.

“É bom esclarecer que os procuradores da República, por várias vezes indagados pela imprensa, afirmaram que não há qualquer investigação em relação a minha pessoa”, completou.

Segundo Richa, a Controladoria Geral do Estado fará uma ampla auditoria nos contratos de concessão de rodovias celebrados pelo Departamento de Estradas de Rodagens e também sobre os aditivos que foram assinados com as concessionárias do Anel de Integração. O prazo para a realização do trabalho é de 90 dias.

Richa determinou que a Controladoria deve elaborar um relatório sobre os procedimentos e apurações realizadas, além de sugerir o aprimoramento das rotinas e práticas administrativas do DER caso considera necessário. Ele reforça que se for constatado indício de irregularidade na gestão dos contratos serão instauradas sindicâncias ou processos administrativos para apuração de responsabilidade.


12 comentários

  1. Jose Nascimento
    quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 – 19:41 hs

    SEI NÃO.. Quando que o governador vai afastar os deputados do Camburão?

  2. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 – 19:50 hs

    Faz me riri,o pior ta por vir,sempre a mesma desculpa.

  3. Sem Medo
    quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 – 21:02 hs

    É muito estranho, mas aquela do lula que não sabia de nada, também é desculpa de outros políticos, o Beto é igual ao Lula.

  4. luiz
    quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 – 21:30 hs

    Calma Petezada…
    O Governador não está sendo investigado…
    Beto Richa Senador …!!!

  5. Janaina Fernanda
    quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018 – 22:56 hs

    Afinal exenorou ou não os caras

  6. Marcos
    sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 0:01 hs

    Atenção !!!!
    O Beto vai ser preso!!!!

  7. Fiora Neto
    sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 6:42 hs

    Pois é – os afastados estão nos seus órgãos desde o governo Lerner… passando pelo “ou o pedagio baixa ou acaba”, chegando no Betinho… e nunca ninguém viu nada, mandou apurar nada… ou seja a velha frase vale mais do que nunca…” mudam-se as moscas, mas a merda é a mesma”.
    Por isso não podemos mais reeleger ninguém, passa a régua…

  8. luiz
    sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 8:27 hs

    Calma vira latas, vcs irão ver o Beto tomando posse no senador brasileiro. Para desespero desse lixo de canalhas esquerdopatas chulé nojentos.

  9. Mato
    sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 8:50 hs

    Não esta pq tem foro privilegiado
    e ta engavetado
    se sair pra senador vem pro Moro
    ai quero ver

  10. Maquiavel
    sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 9:01 hs

    Não quero polemizar, mas por que o Beto não demite logo?

    dia 07/04 esta aí, e o Barros vai mandar embora mesmo.

    Esta mania de por panos quentes…”afastar”… não mostra a firmeza necessária para o atual momento.

  11. sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 – 10:35 hs

    Infelizmente o SS vai se decepcionar mais uma vez. essa história do Pedágio tem nome e sobre nome: Jaime Lerner, também tem apelido: Abaixa ou Acaba. Quem PATROCINOU a campanha do Comedor de Mamonas? Marcelo Almeida dono da ECOVIA! Viu SS?

  12. bem informado de Cascavel
    domingo, 25 de fevereiro de 2018 – 17:48 hs

    OPERAÇÃO PUBLICANO – iniciada em março de 2015. Foram presos todos os dirigentes da Receita Estadual no primeiro mandato de Beto Richa, de 2011 a 2014. São os ex Diretores Gilberto Della Coletta, Hélio Hisashi Obara e José Aparecido Valêncio da Silva, este já condenado a 38 anos de prisão. Também forma presos todos os ex Inspetores Gerais de Fiscalização naquele período, Márcio de Albuquerque Lima, condenado a 97 anos de prisão , Lídio Franco Samways Junior, condenado a 51 anos de prisão e Clóvis Agenor Rogge, condenado a 37 anos de prisão.

    OPERAÇÃO QUADRO NEGRO – iniciada em julho de 2015. Foi investigado pelo Ministério Público Estadual o desvio de 20 milhões para obras em escolas que não foram feitas ou foram superfaturadas durante o primeiro mandato de Beto Richa, de 2011 a 2014.

    OPERAÇÃO INTEGRAÇÃO – iniciada em fevereiro de 2018. Investigação feita pelo Ministério Público Federal sobre irregularidades em contratos de concessão de rodovias com pedágio e suposta lavagem de dinheiro de propina paga a agentes públicos num valor superior a R$ 60 milhões. Foi preso o Diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná ( DER ), Nelson Leal Júnior, nomeado por Beto Richa em 2013.

    O paranaense pagador de impostos e pedágio terá uma eleição difícil em 2018.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*