O cenário ideal para Huck | Fábio Campana

O cenário ideal para Huck

Andreza Matais, Coluna do Estadão

A candidatura do apresentador Luciano Huck ao Planalto depende hoje exclusivamente dele. Dirigentes do PPS dizem que o cenário ideal está colocado. O ex-presidente Lula está a um passo de ficar fora da disputa; o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), indica que não vai concorrer ao Planalto; o governador Geraldo Alckmin não decolou; as pesquisas animam e os movimentos políticos para construir uma base de apoio para Huck no Congresso começam a se concretizar com integrantes do Agora! e do Livres entrando no PPS para brigar por vagas na Câmara e Senado.

O apresentador desembarca no Brasil no início da próxima semana quando vai retomar as conversas sobre sua participação na campanha. Se não for candidato, promete usar sua influência para ajudar a eleger candidatos do seu grupo ao Congresso.


5 comentários

  1. Antonio Simplicio
    sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018 – 9:41 hs

    Sou mais o CHIMBINHA…

  2. Joel
    sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018 – 9:44 hs

    Os comunistas/socilistas de sempre querem sobreviver agora com Huck! Isso é mudança?

  3. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018 – 12:42 hs

    Sou mais o Tiririca, que afinal é palhaço profissional, não amador.

  4. Uncle Joe 100
    sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018 – 17:37 hs

    O apresentador narigudo nesta legenda não cola, se o cara almeja alguma coisa precisa mudar de endereço, a turma da grana não vai votar num cara em uma legenda socialista, fizeram isto com o 51 e a infeliz. Deu no que deu.

  5. Daniel Fernandes
    domingo, 4 de fevereiro de 2018 – 19:42 hs

    Era só o que faltava.
    Um playboy ridículo retardado, apresentador de um programa imbecil direcionado aos deficientes mentais como presidente…
    Ainda bem que recebi duas ofertas de trabalha no Nova Zelândia.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*