Cida: 'Nossa marca é a gestão eficiente' | Fábio Campana

Cida: ‘Nossa marca
é a gestão eficiente’

Em entrevista aos jornalistas Rogério Galindo e Euclides Garcia da Gazeta do Povo, a vice-governadora e pré-candidata ao Governo do Estado, Cida Borghetti (PP), defendeu uma gestão eficiente com a execução de políticas regionais, a ampliação da aliança vitoriosa das eleições de 2010 e 2014 e a revisão do modelo de pedágio. Descartou o aumento de impostos e a privatização a Copel e da Sanepar.

“Vamos promover políticas públicas regionais e estimular o potencial de cada região paranaense. A marca do nosso grupo é a gestão eficiente”, disse Cida Borghetti ao se referir às gestões progressistas em cidades como Maringá, considerada uma das melhores cidades do país para se viver.

Pré-candidata com o apoio das direções nacional e estadual da legenda, Cida reafirmou que vai disputar a eleição em qualquer cenário e espera contar com o apoio do governador Beto Richa (PSDB). Disse que a decisão do governador Beto Richa de sair do Governo para disputar o Senado é pessoal.

“A decisão é pessoal do governador. Seja qual for a decisão, estará terminando oito anos de mandato ao fim deste ano, e eu estarei ao lado dele. Acompanho o governador Beto Richa desde 2002, quando ele foi candidato pela primeira vez ao governo do Paraná”.

Cida descartou um novo aumento de impostos estaduais. “Não vejo nenhuma margem. A população não suporta mais. Não é o momento de aumento, é o momento é de gestão”, salientou. Também descartou a privatização da Sanepar e da Copel. “São empresas eficientes, bem administradas e tem um papel importante no desenvolvimento do estado”.

Questionada sobre o pedágio (os contratos com as concessionárias vencem em 2021), Cida Borghetti defendeu a redução das tarifas, a execução de mais obras e um amplo diálogo com o setor produtivo e com a população. “Vamos promover audiências públicas em todas as regiões, ouvir os setor produtivo e a sociedade. Abrir o diálogo para iniciar um novo processo”.


Um comentário

  1. Ivone
    segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018 – 17:47 hs

    Não vi comentários sobre a educação, saúde e segurança

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*