Fernanda lança manual para prevenir acidentes com idosos | Fábio Campana

Fernanda lança manual para prevenir acidentes com idosos

Nesta quinta-feira, 22, em Cascavel, a secretária Fernanda Richa (Família e Desenvolvimento Social) lançou a nova edição do manual de prevenção de acidentes, específico para pessoa idosa. “A população idosa aumenta no país, por isso temos que, dia após dia, melhorar a qualidade e inseri-los no trabalho e na vida social para que não sofram as mazelas do desacompanhamento ou da solidão”, disse Fernanda para os 200 gestores e técnicos que participaram do Seminário de Valorização da Pessoa Idosa.

O encontro na Amop debateu os serviços e atividades que garantem o bem-estar para esta faixa etária. “Boas práticas evitam acidentes. Neste seminário serão compartilhadas experiências de outros municípios para levar bem-estar às pessoas idosas”, disse Fernanda Richa.

O encontro reuniu representantes dos conselhos municipais da pessoa idosa dos 48 municípios das regionais da Secretaria da Família em Cascavel, Toledo e Foz do Iguaçu. A publicação mostra quais os riscos a que as pessoas idosas estão sujeitas e como evitar acidentes. O manual foi elaborado pelo geriatra Luiz Bodachne e reeditado e atualizado pela Secretaria da Família.

A principal condição para que recursos e programas cheguem a quem precisa é a constituição dos conselhos municipais dos Direitos da Pessoa Idosa, assim como os respectivos planos e fundos. Fernanda Richa explicou que a secretaria dá condições para que ações municipais possam ser implementadas, mas é preciso comprometimento de prefeituras. “Os municípios têm de constituir seus fundos e planos de ação para receber recursos”, disse.

Recursos – Atualmente, o Paraná é o estado com o maior número de municípios com esses conselhos. Em 2016, eram 275 conselhos e neste ano já são 362. Nesse mesmo período, o número de fundos municipais passou de 102 para 268 e o de planos municipais, de apenas dois para 153.

Em 2014, a Secretaria da Família lançou o Plano Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, que direciona as políticas públicas de acordo com o Estatuto do Idoso. No ano seguinte, o governador Beto Richa decretou que todas as empresas estatais destinassem 1% do valor devido do imposto de renda ao Fundo Estadual dos Direitos do Idoso (Fipar). O saldo do fundo que era R$ 3,6 milhões em 2014, chegou em janeiro de 2018 a R$ 13,5 milhões.

Pela primeira vez, o Paraná está direcionando recursos especificamente para projetos, programas e serviços a pessoas idosas pelo Fipar. Do total de R$ 9,7 milhões, R$ 5,7 milhões começaram a chegar às prefeituras que aderiram à deliberação 001/2017. Seis municípios das regionais que participam do seminário já receberam os recursos.

Os outros R$ 4 milhões serão destinados a entidades sociais que desenvolvam trabalho de atenção à pessoa idosa. O edital que regulamenta o repasse será publicado nos próximos meses.


Um comentário

  1. Luiz Flávio
    sábado, 24 de fevereiro de 2018 – 9:09 hs

    Deveria lançar um Manual orientando Político a ficar longe de encrenca!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*