Ex-prefeito de Araucária é condenado por peculato e concussão | Fábio Campana

Ex-prefeito de Araucária é condenado por peculato e concussão

O ex-prefeito de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, Rui Alves de Souza (PTC) foi condenado a mais cinco anos de prisão pelos crimes de peculato e concussão. Ele já havia recebido a sentença de 50 anos de prisão pelos crimes de concussão, organização criminosa e lavagem de dinheiro.
Desta vez, a pena do ex-prefeito, que está preso desde 20 de dezembro de 2016, foi fixada em cinco anos, dois meses e vinte dias de reclusão. A filha foi condenada a dez anos e oito meses de reclusão e o genro, a três anos, seis meses e vinte dias.
A segunda fase da operação evidenciou que o ex-gestor, valendo-se de seu cargo e a pedido da filha, nomeou seu genro para assessor de secretário municipal na prefeitura. A denúncia foi feita pelas Promotorias de Justiça do município na Operação Fim de Feira.

De acordo com as Promotorias, o ex-prefeito também nomeou uma amiga da filha para ocupar o cargo de assessora de secretário municipal. O salário correspondia a R$ 9,1 mil, dos quais 70% seriam repassados aos réus como condição para a manutenção da servidora no cargo.

Ainda segundo as investigações, além de ter solicitado ao pai as contratações, a ré sugeriu o acordo para o repasse.

Nesta quinta-feira, 15 de fevereiro, o ex-gestor teve novo pedido de habeas corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça.
As informações são do Paraná Portal.


Um comentário

  1. Veredito
    sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018 – 13:37 hs

    Filho da puta que partiu…. levou a família para a desgraça junto. ~´E um merda mesmo e tem gente que o defende em Araucária.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*