TSE define extra de R$ 888 milhões para campanhas | Fábio Campana

TSE define extra de R$ 888 milhões para campanhas

Além dos valores do fundo eleitoral, os partidos ainda esperam uma definição do TSE se poderão utilizar recursos públicos do Fundo Partidário nas campanhas deste ano. Ao todo, R$ 888,7 milhões com dinheiro do Orçamento serão distribuídos às legendas. Caso o tribunal libere, este valor poderá ser somado ao fundo eleitoral. As informações são da Agência Estado.

Uma consulta sobre o assunto está nas mãos da ministra Rosa Weber, do TSE. Ela tem até o dia 5 de março para dar uma resposta se, com a criação de um novo fundo com dinheiro público específico para financiar as campanhas, os partido poderão continuar a utilizar recursos do Fundo Partidário para o mesmo fim.

Em 2016, na primeira eleição após a proibição do financiamento empresarial, o dinheiro destinado às siglas foi utilizado em grande escala pelos candidatos.

Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que a criação de um fundo eleitoral bilionário com dinheiro público para bancar campanhas vai possibilitar que as direções partidárias de 21 das 32 legendas que participaram da eleição de 2014 tenham mais dinheiro no caixa de seus diretórios este ano na comparação com o que tiveram na época – quando a doação de empresas ainda era permitida.


2 comentários

  1. JÁ ERA...
    terça-feira, 30 de janeiro de 2018 – 6:08 hs

    Este país não tem jeito mesmo. Continuamos lutando contra a
    fome, falta de saúde da população, meios de transporte e seguran-
    ça e na nossa cara existem gastos exorbitantes que estão compro-
    vadas que de nada adiantam. Estes gastos autorizados pelo TSE
    e os Fundos Partidários são exemplos de como o nosso suado di-
    nheiro é jogado fora. Triste verdade…

  2. terça-feira, 30 de janeiro de 2018 – 8:20 hs

    “#REAGEBRASIL. Eles querem iludir o povo com pão e crico. Inversão ampla de total de valores. Concordo com o leitor ‘Já Era’. É bem isso mesmo. O povo está morrendo por falta de recursos e atendimento na saúde, Crise de dengue. Febre Amarela. Acabei de ver no Bom Dia Brasil a crise das escolas do Maranhão. Mas não é só lá não. Isso é pelo Brasil inteiro. E crápulas gastando dinheiro com esses políticos imuteis. Que não ajudam o País em nada. Bando de corruptos. #REVOLTANTE…” – Profº Celso BOnfim

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*