PF vai ouvir 17 sobre a Quadro Negro | Fábio Campana

PF vai ouvir 17 sobre a Quadro Negro

A RPC informou em seu noticioso das 19h00 que a Polícia Federal deverá intimar 17 pessoas que terão de depor acerca das investigações sobre desvios de recursos em obras de construção de escolas no Paraná.

A Operação que deu inicio às investigações, denominada Quadro Negro, estima desvios da ordem R$ 20 milhões. As oitivas da Polícia Federal atendem à solicitação do STF, onde corre o processo porque alguns dos investigados tem foro privilegiado,.


7 comentários

  1. quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 21:11 hs

    SE ISSO É TER PODER, MUITO OBRIGADO. ESTOU PASSANDO!!!

  2. JORGE SALOMÀO
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 21:32 hs

    Aos poucos o Brasil esta corrigindo a rota, a duras penas obviamente. As instituições, tais como: ministério publico, policia e judiciário estão bem mais independentes. Hoje um politico ja não consegue remover essas autoridades como, em represália fazia antes. Bom para o pais….

  3. Jose Nascimento
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 21:39 hs

    É fácil escapar, e só o pessoal confessar e dizer que foi arrecadado pra Gleisy,

  4. Paulo Tadeu Macedo Neves
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 21:53 hs

    Será que o gato algora de pelos azulados cai dessa vez ?
    Agora a a Polícia Federal .

  5. Roberto rodrigues
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 22:01 hs

    Agora o Betinho vai pro pau !!!

  6. Janaina Fernanda
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 23:54 hs

    Denilson rodo
    Ricardo rached
    Fábio dalazem
    Claudio Pacheco
    Anselmo …
    Ezequias
    É mais uma trupe
    Preparem seus pijamas e pantufas
    Que agora a PF pega vcs se preparem …a casa vai cair para este grupo

  7. Jose Nascimento
    sábado, 27 de janeiro de 2018 – 20:47 hs

    Roberto Rodrigues, AVE silvestre, e proibida de ser abatida, esse processo vai pra prescrição, pois o judiciario estadual e federal, são cumpridores da lei, e jamais abateram animais silvestre protegidos pela lei.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*