PF do Paraná é a que mais prende servidores públicos | Fábio Campana

PF do Paraná é a que mais prende servidores públicos

A disseminação dos métodos de investigação da Operação Lava Jato colocou o Paraná na liderança do ranking nacional de prisões de agentes públicos envolvidos com organizações criminosas. Dos 86 funcionários públicos detidos no Estado desde 2013, dois terços foram acusados de envolvimento com desvios de verbas públicas, fraudes em licitação ou corrupção – proporção acima da média nacional (45%). As informações são de Marcelo Godoy e Daniel Bramatti no Estadão.

Segundo dados obtidos pelo Estado por meio da Lei de Acesso à Informação, 783 funcionários públicos foram presos em operações da Polícia Federal, em todo o País, entre 2013 e março de 2017. Na média, foram três detenções de servidores por semana nesse período.

O Paraná lidera em números absolutos de prisões (86), seguido por Mato Grosso (70), Minas Gerais (55), Rio de Janeiro (54) e Pará (53). Mas isso não quer dizer, necessariamente, que os maiores focos de criminalidade no serviço público estejam nesses Estados. A PF pode ser mais ativa nesses lugares, ou pode ser maior o número total de servidores públicos federais, estaduais e municipais.


Um comentário

  1. Sergio Silvestre
    terça-feira, 2 de janeiro de 2018 – 1:09 hs

    Prende só bagrinho,até por que Beto Richa e cia estão soltos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*