Marqueteiros de Trump dizem não a Bolsonaro | Fábio Campana

Marqueteiros de Trump
dizem não a Bolsonaro

Andreza Matais, Estadão

Em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tentou, em vão, contratar a agência americana Cambridge Analytica, responsável pela campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. Sondada por emissários do presidenciável brasileiro, a empresa pediu um tempo para analisar o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais. Passados três meses, mandou avisá-lo que optou por recusar qualquer proposta para assessorá-lo na corrida ao Planalto. Avaliaram se tratar de um candidato com imagem “ruim”.

Questionado, o deputado desconversou sobre a abordagem. “Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas”, afirmou.

Se migrar para o PSL, como anunciado, Bolsonaro terá R$ 3 milhões para usar na campanha. O valor refere-se a 30% dos R$ 9 milhões do fundo que a legenda deve receber.


5 comentários

  1. auréloi Bocalo
    domingo, 21 de janeiro de 2018 – 10:53 hs

    Diante dos que estão por aí e outro que não sai dos 4%, o “resto” da gentalha não merece voto de ninguém.
    Mesmo com as atitudes do Bolsonaro, pelo menos 1 voto terá…. o meu

  2. Jorge Santos
    domingo, 21 de janeiro de 2018 – 11:02 hs

    Se a imagem dele fosse “ruim” não teria chegado aonde chegou, carregado e ovacionado pelo povo! O pre candidato desmentiu a matéria por falta de recursos, mesmo assim, publicam a nota “Fake” news!

  3. Sapo Eletrico
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 1:06 hs

    Até hoje vi muita gente se a favor de Bolsonaro. A maioria foi eleitor do Collor de Melo, que virou a casaca.

    Voto no Ratinho, mas não voto no Bolsonaro.

  4. WILLIAN
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 12:12 hs

    Mais um fake news, não entendo o que este blog ganha tentando difamar o Bolsonaro, futuro presidente do Brasil!!!!

  5. Uncle Joe 100
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 18:41 hs

    Kkk agora o “capitão” do Exército abusou, o pessoal que elegeu o Trump até hoje não entendeu como conseguiu eleger o cara. Então é melhor não abusar da sorte, se for para gastá-la que seja com o Trump e não com o “capitão” .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*