Justiça proíbe ato pró-Lula na Paulista no dia do julgamento | Fábio Campana

Justiça proíbe ato pró-Lula na Paulista no dia do julgamento

O Globo

O Tribunal de Justiça negou uma liminar da Central Única dos Trabalhadores (CUT) para garantir a realização de um ato a favor do ex-presidente Lula na Avenida Paulista na próxima quinta-feira, dia do julgamento do petista pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Outro ato, mas contrário ao petista, também está marcado para o mesmo dia na Avenida Paulista. Segundo o juiz, um ofício da Polícia Militar afirma que, por ter sido marcado primeiro, o evento contra Lula teria preferência. Segundo integrantes dos grupos que organizam a manifestação, o evento está confirmado para as 10 horas. A expectativa é que ele dure até as 20 horas.

“Não resta claro, na inicial, qual entidade protocolou primeiro o documento. Contudo, analisando a ata da reunião realizada junto à Policia Militar, tudo indica que a preferência é da outra manifestação”, afirmou o juiz, em referência ao protesto anti-Lula.

A CUT, que faz parte da Frente Brasil Popular com outras entidades como o PT e o MST, afirmou que levaria carro de som de grande porte no ato com falas políticas e ação cultural e que não abrirá mão de sua “caminhada democrática” na tradicional via paulistana.

Na noite de ontem, a Frente confirmou o ato, com início na Praça da República e caminhada até a Paulista, com início às 17 horas. De acordo com lideranças do grupo, há a expectativa pela presença do ex-presidente Lula, que acompanhará seu julgamento de São Paulo.

Uma reunião na Polícia Militar esta semana tentou resolver o impasse, mas os dois grupos não se acertaram. Com isso, a Polícia Militar enviou recomendação ao Ministério Público para que nenhum ato ocorra na Avenida Paulista.


4 comentários

  1. FUI !!!
    domingo, 21 de janeiro de 2018 – 9:21 hs

    Pau neles. Cambada de vagabundos.

  2. Sapo Eletrico
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 1:10 hs

    Vai ser na 4.a e não na 5.a como diz o texto.

  3. Sapo Eletrico
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 1:14 hs

    Mais uma arbitrariedade do poder judiciário.

    Vai ter guerra, espere para ver, Porto Alegre vai virar uma praça de guerra.

    Agora eu gastar 1000 reais para ir a Porto Alegre ver o Lula, e talvez até apanhar da polícia, aí é o fim da picada!

  4. Sapo Eletrico
    segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 – 1:18 hs

    Cambada de vagabundos?
    Pois saiba que muitos dos direitos que você tem hoje são gracas a esta “cambada de vagabundos”, termo que nada tem de verdade, sendo apenas uma forma depreciativa de , como você a eles se refere.

    “Evite falar mal de seus opositores. Quando João fala mal de Pedro, consigo perceber mais os defeitos de João do que os de Pedro” (Sigmund Freud)

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*