Bibinho na prisão, de novo | Fábio Campana

Bibinho na prisão, de novo

Já não dá mais para contar quantas vezes Abib Miguel entrou e saiu da prisão. Nesta semana, o desembargador José Maurício Pinto de Almeida cassou a liminar que concedeu habeas corpus ao ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná: “A prisão preventiva foi adequadamente motivada, tendo sido demonstrada, com base em elementos concretos, a periculosidade do recorrente, evidenciada pela reiteração de condutas delitivas, já que é reincidente e ostenta diversas anotações criminais em seu desfavor, tendo, inclusive, sido condenado por duas vezes pelo crime de latrocínio, o que demonstra risco ao meio social, recomendando a sua custódia cautelar para garantia da ordem pública”.


8 comentários

  1. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 10:35 hs

    -Este cidadão ,Abib Miguel é apenas um laranja de um contraventor maior e mais poderoso…só que ele não vai falar nada. Se falar alguma coisa é ele que vai para a vala…
    -De qualquer está entre a cruz e a espada!!! Ele decide se arca com a “bronca” sozinho ou delata alguém!!!

  2. Marcão
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 10:48 hs

    Outro dia vi este pulha passeando num shopping de Curitiba como se não tivesse acontecido nada…. fazendo compras… Tinham que colocar essa mala no pau de arara, abre o bico rapidinho.

  3. Valmor Lemainski - Cascavel
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 10:55 hs

    Se o Bibinho fosse pobre, pouco influente e não tivesse um bom dossiê de corruptos, será que entraria e sairia da cadeia como relação sexual em coito de filme pornô?

  4. quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 11:11 hs

    Tenho uma ideia deixa a chave do presídio assim ele entra e sai a hora que quiser.

  5. Zezo
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 11:41 hs

    Virou o legitimo “couro daquilo”.

  6. Geraldo
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 12:29 hs

    Incompreensível ele não entregar os verdadeiros bandidos, um monte de deputados, chefiados pelo Nelson Justus e Alexandre Cury.

  7. Zé da Bota
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 13:58 hs

    A diferença deste canalha dos outros canalhas é a seguinte….. ele fica quieto, não afronta a justiça (vide o nove dedos) e deixa seu barco correr devagarinho e se possível sonha com o “Esqueceram de mim 6″…..hehe

  8. antonio
    quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 – 15:28 hs

    E o juiz que o liberou não vai dizer nada?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*