Professores invadem o Palácio Iguaçu | Fábio Campana

Professores invadem o Palácio Iguaçu

Pois, pois, o PT iniciou mais cedo a onda de protestos. Às 12h00, cerca de 50 professores e funcionários da rede estadual de ensino ocuparam o salão de entrada do Palácio Iguaçu. Seria um protesto contra os salários do Processo de Seleção Simplificado (PSS) anunciados pelo governo para 2018. A Polícia Militar procura controlar a situação..

A APP-Sindicato diz que os vencimentos de R$ 3.281 (R$ 2.445 de salário e R$ 826 de auxílio-transporte), apresentam redução de 13% a cada hora trabalhada em relação às últimas contratações. O governo pretende contratar cerca de 10 mil funcionários por meio do PSS.

Os professores devem estender a manifestação à Assembleia Legislativa para pedir o apoio dos deputados. Por volta das 12 horas, eles entraram no hall de entrada do Palácio na tentativa de pressionar as autoridades para a realização da reunião. A categoria também protesta pelo mesmo motivo em cidades como Londrina, Maringá, Toledo, Umuarama, Foz do Iguaçu e Cascavel.


13 comentários

  1. segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 15:00 hs

    Baderneiros não são professores. Continuo achando que tem que privatizar a educação. Divide o custo de cada aluno e da um bônus pra cada pai matricular seu filho em uma escola particular. Fica mais barato, não precisa pagar aposentadoria precoce pra essa gente eternamente ingrata e insatisfeitos. E pode ceder os prédios pros colégios interessados que a iniciativa privada arca com custos de manutenção.

  2. Azedo
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 15:47 hs

    Cambada de parasitas! Já deu né! Já encheu! Não tá bom? Peçam exoneração e vão ralar seus cotovelos na ostra até sair sangue na iniciativa privada, onde QUEM FAZ GREVE VAI PRA RUA! Encostados. Pelegos. Vermelhos nojentos.

  3. Ademir
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 16:31 hs

    Não é o PT desta vez não!
    Eu como professor não entrei nas outras greves, mas na próxima o Senhor Governador está conseguindo unir novamente a classe com suas medidas de vingança.

  4. Azedo
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 17:43 hs

    Tá ruim? Vão pro Rio de Janeiro. Só notícia “das boas” por lá:

    http://www.fabiocampana.com.br/2017/12/pezao-vai-pagar-13o-de-2016/

  5. Clara Batista
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 19:10 hs

    Invadir e depredar o patrimônio público pode…..os movimento s ditos sociais nunca defendem o patrimônio público, vandalos… tem que cobrar os prejuízos da APP baderneira

  6. CARLOS FERREIRA
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 20:38 hs

    O governo do Estado do Paraná não consegue mais pagar os altíssimos salários dos professores concursados, que diga-se de passagem, poucos merecem. Grande parte está totalmente descomprometida com o resultado de seus alunos e, quando surge uma oportunidade de uma grevinha, logo estão a postos. Afinal de contas é mais uma oportunidade de ficar fora da sala de aula. A consequência disso tudo é que acaba-se contratando os PSS, que na verdade são pessoas de muito boa vontade, porém, quase que 100% despreparados. É isto!!

  7. falido e ainda mal pago
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 21:29 hs

    Governador José Richa passou para a história como aquele que beneficiou ao servidor público com o 13º salário, algo que não tinham direito como os demais trabalhadores.
    Seu filho, Beto Richa, entrará na história como o Governador que não respeitou ao direito constitucional de reajuste salarial dos servidores públicos, como os demais trabalhadores.
    Simples assim!

  8. Do Interior....
    segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 – 21:30 hs

    Reclamaram da quadro negro (que acho que deve ser investigado), mas não falaram um pio dos BILHÕES tungados da Petrobrás, dos fundos de pensão, dos 15 BILHÕES de Pasadena, do milhão desviado dos aposentados pela Gleisi, etc… etc…

  9. terça-feira, 19 de dezembro de 2017 – 9:15 hs

    Não devemos julgar o livro pela capa,mas tem cada tipo se passando por educador,vamos acompanhar o resultado da contratação dos novos pss que vão fazer uma redação,vai ser de dar dó.( O governo deve fiscalizam mais eles em sala de aula). e proibi o livro Manual do Professor.

  10. henry
    terça-feira, 19 de dezembro de 2017 – 10:55 hs

    ISTO NÃO É PROFESSOR. NÃO PASSAM DE UM BANDO DE MARGINAIS petistas E DESOCUPADOS. AFINAL ESTA QUADRILHA SE REÚNE NESTE TAL sindicato CHAMADO ATUALMENTE DE APpt sindicato. O GOVERNO DO ESTADO TINHA QUE ACABAR COM O DESCONTO COMPULSÓRIO NA FOLHA DE PAGAMENTO DOS VERDADEIROS MESTRES E PROFESSORES DO ESTADO. ESTES vagabundos petistas IAM TER QUE SE COÇAR PARA ARRUMAREM OS MILHÕES QUE GANHAM (roubam) HOJE.

  11. FALA SÉRIO
    terça-feira, 19 de dezembro de 2017 – 11:45 hs

    Os “pelegos” atacam novamente.
    Qualquer aumento concedido pelo governo seja por gratificação, avanço, abono, reposição, quinquênio, anuênio, hora atividade, hora extra… quem paga a conta é o contribuinte.

  12. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    terça-feira, 19 de dezembro de 2017 – 16:01 hs

    PT – MST – APP SINDICATO.
    Todos farinhas do mesmo saco.

  13. Sergio Silvestre
    terça-feira, 19 de dezembro de 2017 – 16:44 hs

    Se tem uma cambada de safados aqui como leitores né Campana,até por que o Vilão agora que alfabetisa os folhos deles são os vilões,esses biltres nem educação sabem dar para seus filhos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*