Tiros na praça, Curitiba imita o Rio | Fábio Campana

Tiros na praça, Curitiba imita o Rio

Curitiba, todos sabem, é uma das cidades mais violentas do país. Mas não tínhamos cenas de confronto entre bandidos a aterrorizar pessoas. Nos últimos tempos, vários aconteceram. O último na manhã de sábado que foi pura tensão para os moradores do Pilarzinho, em Curitiba. Os cidadãos da pacata rua São Salvador foram surpreendidos por disparos de arma de fogo em frente à Paróquia São Marcos e acionaram a Polícia Militar (PM). Uma confusão entre bandidos do mesmo grupo terminou com um deles baleado e socorrido ao hospital. Policiais enfrentaram o bandido armado, que resistiu. Houve troca de tiros na rua Vanda Rocha de Souza. O bandido foi alvejado e caiu morto.

Segundo a polícia, um grupo conversava em uma praça em frente à igreja quando um deles discutiu com o grupo e voltou armado. O tenente Cochek do 12º BPM falou à Banda B que o alvo, um jovem de 22 anos, correu, mas mesmo assim foi baleado. “Teve um indivíduo alvejado por dois disparos de arma de fogo, braço e tórax, mas, segundo a própria vítima, o autor é conhecido, estava junto com eles, saiu e voltou armado”, descreveu o tenente. Outra pessoa também foi ferida, mas sem gravidade.

O jovem ferido usa tornozeleira eletrônica e já tem passagens por roubo e tráfico de drogas. Ele foi socorrido ao Hospital Cajuru por uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), em estado grave. Antes, indicou aos policiais quais seria o paradeiro do atirador.

Viaturas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram até o local e trocaram tiros com o suspeito armado. O capitão Bonifácio do BOPE garantiu que esse homem já tem passagens pela polícia. “Ele atirou em duas pessoas na primeira situação. A viatura do Bope estava na região e ao tomar conhecimento deslocou e localizou o autor dos disparos nessa rua. os policiais foram recebidos com tiros, revidaram e ele foi morto nesse confronto”, finalizou.

O suspeito morto foi identificado como Wendel Juliano Ferreira da Luz. O corpo dele será encaminhado ao IML de Curitiba. A Corregedoria da Polícia Militar vai investigar o caso.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*