Paulo Bernardo pediu, Fachin negou | Fábio Campana

Paulo Bernardo pediu, Fachin negou

Paulo Bernardo, assim como a mulher, Gleisi Hoffmann, e o empresário Ernesto Kugler Rodrigues foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República por recebimento de dinheiro ilegal na campanha de 2010 da senadora. Estes recursos, ainda segundo a PGR, teriam como origem o enorme esquema de desvio de dinheiro público da Petrobras descoberto pela Polícia Federal na operação Lava Jato.
Pois, pois, agora, a defesa de Paulo Bernardo pediu mais prazo para entregar as alegações finais. As alegações finais, no rito processual, é o último passo antes da sentença.
Edson Fachin negou: “Não há no ordenamento jurídico previsão legal que autorize o deferimento da pretendida concessão de prazo em dobro para a apresentação de alegações finais”.
Parece que a sentença de Bernardo não vai demorar.

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


Um comentário

  1. Uncle Joe
    quinta-feira, 9 de novembro de 2017 – 12:19 hs

    Pobrezinho, vai começar a puxa cana antes da patroa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*