Metade dos curitibanos tem HPV | Fábio Campana

Metade dos curitibanos tem HPV

Um estudo do Ministério da Saúde aponta que Curitiba é a 5ª cidade no país com a menor prevalência de HPV. Mas o índice não trás uma notícia positiva, ele aponta a estimativa de que 48% da população tenha o vírus.
O vírus, que é sexualmente transmissível, pode causar câncer tanto em homens quanto em mulheres. As doenças mais graves derivadas do HPV, contudo, são mais recorrentes no sexo feminino.
Neste ano, o governo do Paraná ampliou a campanha de vacinação contra o HPV — a vacina é a forma mais eficaz de prevenção do câncer de colo de útero nas mulheres e dos cânceres de garganta, pênis e ânus nos homens. O público alvo da campanha de vacinação é de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Porém, a campanha tinha até outubro, em média, 40% de adesão na primeira dose. Com as duas doses, a vacina tem uma eficácia de 98%, entretanto, o retorno à unidade de saúde para a segunda dose é ainda menor, com apenas 20% de adesão.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*