Katia dos animais de rua | Fábio Campana

Katia dos animais de rua

Está rolando na Câmara de Vereadores durante a semana as oitavas que tratam do caso de Katia Dittrich. Ela é acusada de exigir parte do pagamento de seus funcionários, algo do tipo “eu te contrato por 100, você recebe e me devolve 40, ok?”.
Pois bem, apesar de ser uma prática já muito comentada em outros anos, outros mandatos, outros vereadores, desta vez houve denúncia formal e pior que ela, a de espalhar a notícia do processo. Não restou outra coisa à Casa a não ser investigar.
As testemunhas de acusação foram ouvidas, hoje as de defesa e a própria Katia dos animais de rua, como gosta de ser chamada, falarão.
Quem toma a decisão se o caso segue adiante, o que pode levar à cassação do mandato da vereadora, ou se para por aí, são outros vereadores Cristiano Santos (PV), Osias Moraes (PRB) e Toninho da Farmácia (PDT), que formam a Comissão Processante da Casa. Mas se os boatos estiverem certos e negociar parte dos salários de funcionários for uma prática da Casa mesmo, será que a Comissão vai querer tratar disso? Seria abrir a porteira para outras denúncias e uma enxurrada de escândalos deste e de outros tempos.

(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)


5 comentários

  1. JUSTICEIRO
    quinta-feira, 9 de novembro de 2017 – 10:33 hs

    Seria interessante verificar qual o interesse que tais assessores teriam em fazer tão graves acusações contra a vereadora Katia,sabendo que ficariam sem suas “boquinhas” neste momento de grave crise de emprego.Portanto, essa pergunta que é chave do problema certamente não foi ainda respondida e nem perguntado. Por que não partir por aí?

  2. quinta-feira, 9 de novembro de 2017 – 10:51 hs

    Parece ser prática muito usada no legislativo, porem nunca denunciado e comprovado o uso desse instrumento, caso seja provado que essa vereadora fez uso disso, tem que ser levado
    a sério e ter seu mandato cassado, temo moralizar o sistema e
    políticos sem moral nunca mais.

  3. Maquiavel
    quinta-feira, 9 de novembro de 2017 – 11:14 hs

    Será caçada por ter votado contra a base do prefeito, na eleição da comissão de legislação…

    E não por fazer o que a maioria dos políticos faz.

  4. quinta-feira, 9 de novembro de 2017 – 13:49 hs

    É FÁCIL DE RESOLVER ESTA PROBLEMA…O PRESIDENTE DA CAMARA PODE FAZER O PAGAMENTO DOS ACESSORES DIRETO A ELES..QUE TAL???????????

  5. Marcos
    sexta-feira, 10 de novembro de 2017 – 9:59 hs

    Se fosse com os ex vereadores Chicarelli, Chico e Galdino, já estariam cassados.
    Mas os vereadores corruptos da CMC estão tentando encobrir este caso, ficaremos de olho .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*