De embrulhar o estômago | Fábio Campana

De embrulhar o estômago

Este Brasil brasileiro me dá engulhos. Por mais que eu queira amenizar minha visão crítica, não consigo. Os fatos da desfaçatez são muito fortes. Vejam este: enquanto mais de 221 mil servidores e aposentados aguardam o pagamento do salário de setembro, o TJ do Rio de Janeiro depositou R$ 2.000 de abono de Natal a juízes e servidores. O abono é conhecido como “auxílio-peru”. Foi criado em 2007 e é pago a todos os servidores e inativos do Judiciário.

Agora a desfaçatez: para justificar o privilegio, o TJ carioca emitiu nota onde diz: “Diante da crise financeira (…), o presidente do Tribunal, desembargador Milton Fernandes, considera que seria um desestímulo muito grande aos servidores suspender o abono justamente neste momento”, É ou não de embrulhar o estômago?.


6 comentários

  1. quarta-feira, 15 de novembro de 2017 – 17:38 hs

    Deveras este pais não é sério;;;;;;;;;;;;;;PQP

  2. Paranaense
    quarta-feira, 15 de novembro de 2017 – 20:20 hs

    Realmente, dá vontade de vomitar.
    Ninguém pode com eles (semi-deuses juízes e promotores e os que os cercam).
    Por esta e outras que sou a favor da lei de abuso de autoridade que as putas, digo, deputados estavam votando.
    Muitos foram no embalo de que era retaliação à lava jato. Mas neste caso, estou com o legislativo. Todo cidadão comum está sob as rédeas da lei. Principalmente os policiais, que andam com o código de abuso de autoridade debaixo dos braços.
    Agora, abuso de autoridade para os semi-deuses não pode??? Judiciário tem colocado o legislativo e executivo de joelhos.
    Tenho dito: estamos numa ditadura das togas. Por esta e outras que digo: REGIME MILITAR JÁ !!!

  3. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 10:18 hs

    O auxílio-peru. O Brasil é para profissionais da safardanagem, não para amadores. Logo as instituições que deveriam dar o exemplo e que alardeiam suas virtudes no combate à corrupção. Façam o que eu digo, mas, não façam o que eu faço é seu lema.

  4. henry
    quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 10:40 hs

    “isto” SE CHAMA BRASIL ZIL ZIL!!! UMA VERGONHA.

  5. Nando Neto
    quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 13:35 hs

    Regime Militar “URGENTE”. Não aguento mais sustentar esses fdps e ter que deixar de dar o conforto pra minha familia.

  6. quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 18:02 hs

    o que se esperar de um “judiciário carioca”???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*