Alegações finais abrem contagem regressiva para julgamento de Gleisi no STF | Fábio Campana

Alegações finais abrem
contagem regressiva para
julgamento de Gleisi no STF

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deve apresentar nos próximos dias as alegações finais contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) na ação penal da Lava Jato em que ela é acusada de receber dinheiro da Petrobras para a campanha ao Senado em 2010. As informações são de Bárbara Lobato na Gazeta do Povo.

O prazo para manifestação da PGR ocorre após o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), conceder prazo para que a equipe da procuradora-geral Raquel Dodge finalize os argumentos contra a senadora. Tão logo isso aconteça, o ministro já terá elementos suficientes para pautar o julgamento no caso.

Dodge já havia manifestado a Fachin que a ação penal fosse finalizada, solicitando “celeridade” no processo, e que não fossem realizadas novas diligências. No processo, a senadora e presidente nacional do PT é apontada como beneficiária de R$ 1 milhão de caixa 2 oriundos de contratos na Petrobras para abastecer a sua campanha eleitoral.

A celeridade manifestada por Dodge, no entanto, não foi atendida pela defesa do ex-ministro e marido da senadora, Paulo Bernardo, que também é réu na mesma ação. Os advogados dele chegaram a solicitar mais prazo antes que a PGR de fato se manifestasse nas alegações finais, mas tal pedido foi negado pelo ministro do Supremo. “(…) Por tais razões, indefiro a diligência pretendida pela defesa técnica de Paulo Bernardo Silva, bem como a pretensão de concessão de prazo em dobro para o oferecimento das alegações finais”, apontou recente decisão do ministro Fachin.

Não há expectativa de que os procuradores peçam mais prazo para apresentar as alegações finais do caso. A equipe da procuradora Raquel Dodge acredita que não há nada mais a se acrescentar na presente investigação.

Gleisi, Paulo Bernardo e o empresário Ernesto Kugler Rodrigues são acusados dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Os procuradores dizem que o dinheiro de caixa 2 destinado à campanha da senadora em 2010 foi pago pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa.

Este pode ser o primeiro caso a ser julgado na Suprema Corte no âmbito da Lava Jato. Dados da PGR apontam que há, só no STF, em relação a casos de corrupção que atingiram a Petrobras, cerca de 180 inquéritos em curso. O grupo de trabalho da Lava Jato na PGR conta, atualmente, com a coordenação do procurador José Alfredo de Paula Silva e atuação de mais de dez procuradores.


9 comentários

  1. Do Interior...
    sábado, 18 de novembro de 2017 – 16:15 hs

    Mais uma condenada!

  2. Uncle Joe
    sábado, 18 de novembro de 2017 – 17:31 hs

    A presidenta do partido vai acabar indo em cana antes mesmo de perder o atual emprego de senadora. Antes mesmo do grande cacique, 51. E aonde será que ela vai começar a puxar cana, entre nós ou entre os delinquentes lá da Papuda?

  3. sábado, 18 de novembro de 2017 – 19:17 hs

    $TF,julga algum ladrao,Sera o primeiro. E tudo parte da mesma quadrilha.

  4. Geraldo
    sábado, 18 de novembro de 2017 – 20:05 hs

    Ficará na terrinha mesmo, no Santa Cândida em Curitiba

  5. Sergio Silvestre
    sábado, 18 de novembro de 2017 – 20:07 hs

    Ela e toda torcida do Corintians e Flamengo,gente do céu,como tem mentirosos nesse Pais,começa com quem jamais poderia mentir que é nossa justiça cheia de mentirosos.

  6. Juventino Clemente
    sábado, 18 de novembro de 2017 – 21:01 hs

    Vai fazer cia.para Zé Dirceu

  7. Juca
    domingo, 19 de novembro de 2017 – 10:44 hs

    Com a rapidez do STF graças a Deus ela vai acabar perdendo o foro privilegiado e julgada por Moro.

  8. Edson
    domingo, 19 de novembro de 2017 – 15:02 hs

    Com essa PGR atual e com esse STF eu só acredito vendo!

  9. segunda-feira, 20 de novembro de 2017 – 9:06 hs

    Já não dá mais para acreditar na justiça deste país,acho mto difícil essa bandidada não ser toda absolvida pelo STF…pra justiça acontecer de fato ,é só através de um tribunal militar q não tem bandido de estimação…que venha a intervenção militar logo !!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*