A exposição do Santander e os vereadores de Curitiba | Fábio Campana

A exposição do Santander e os vereadores de Curitiba

Todo mundo lembra do bafafá nacional que envolveu a exposição “Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, realizada no Santander Cultural, em Porto Alegre, né?
Pois na época, no embalo das emoções sem muito conhecimento do que de fato estava acontecendo, alguns vereadores resolveram que era necessário fazer moção de repúdio sobre o assunto. Muitos vereadores assinaram, alguns não. O documento foi enviado ao Santander. O banco decidiu enviar o vice-presidente executivo do Santander, Conrado Engel, e a superintendente executiva de Relações Institucionais, Renata Zacarelli, à Câmara para falar com o presidente Serginho do Posto e os primeiro e segundo secretários, Bruno Pessuti e Mauro Ignácio.
Engel criticou a falta de informação e a divulgação de obras incompletas e até mesmo de imagens falsas atribuídas à exposição. “No início, começaram a tirar fotos de parte das obras, infelizmente, imagens muito limitadas, que não davam a visão do todo. Muitas das fotos que circularam pelo Facebook nem da exposição eram”.
Serginho do Posto disse que “são raras as votações de moção de repúdio” e que “apesar de aprovada em plenário, não necessariamente representa a opinião de 100% do parlamento” e que o debate sobre a exposição “não precisava chegar nesse ponto [de repúdio]”.
A conversa diplomática acabou bem, obviamente, e não se tem notícias de que alguém tenha dito algo sobre ignorância, falso moralismo ou patrulha fora de hora e lugar.


2 comentários

  1. quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 16:00 hs

    “#PARTIUENCERRARCONTACORRENTE… Não quero compactuar com banco que apoia essa PSEUDA exposição que de arte não tem nada!…” – Profº Celso Bonfim

  2. quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 16:02 hs

    “Me reservo o direito constitucional pétreo de expressar minha opinião dentro de princípios éticos e legais. Não sou obrigado a compactuar e aceitar esse tipo de pratica. Não MESMO!…” – Profº Celso Bonfim

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*