Temer e os sindicatos | Fábio Campana

Temer e os sindicatos

A foto de Beto Barata é de ontem, quando Michel Temer recebeu representantes da Força Sindical. Na pauta, a discussão sobre a criação de uma fonte de financiamento para as entidades sindicais.
É difícil entender por qual motivo o imposto sindical saiu da folha de pagamento do trabalhador, nas mudanças da reforma trabalhista, para agora entrar em cena uma nova contribuição.
Segundo o secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o presidente disse que a regulamentação da cobrança sairá em 15 dias. “Ele [Temer] afirmou que enviará um projeto de lei ao Congresso detalhando a contribuição.”
As forças sindicais falam em 1% do valor da folha de pagamento do que o trabalhador ganha em um ano, ou seja o valor de 3,5 dias trabalhados – maior, portanto, do que o antigo imposto sindical, que equivalia a um dia de salário do funcionário.


3 comentários

  1. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 4 de outubro de 2017 – 16:47 hs

    -E os sindicatos ainda não se deram por vencidos na reforma trabalhista. Insistem de todas as formas em “garfar” o dinheiro dos trabalhadores brasileiros.
    -Os brasileiros não suportam mais pagar imposto para bancar os sindicatos pelegos do PT e de seus partidos assemelhados….chega de imposto que não é revertido em prol da população.
    -A criação deste novo imposto é uma afronta à crise pela qual o País atravessa. Duvido que os trabalhadores aprovem esta medida. Vai haver muito quebra pau!!!

  2. JUSTICEIRO
    quarta-feira, 4 de outubro de 2017 – 17:28 hs

    Os sindicalistas alegam que os sindicatos não sobreviveriam sem os recursos compulsórios da contribuição.Isso não procede pois nos Estados Unidos assim como em inúmeros países do mundo a contribuição sindical não é obrigatória e os bons sindicatos existem tranquilamente contando com a participação voluntária de seus associados.No Brasil além das contribuições sindicais serem obrigatórias não há prestação de contas por parte de seus representantes do dinheiro arrecadado, que são bilhões de reais Daí a razão de não quererem que acabem com essa mamadeira..

  3. ANTONIO
    quarta-feira, 4 de outubro de 2017 – 18:11 hs

    Caro Fabio, se criarem um novo Imposto Sindical Obrigatório, eu imediatamente vou fundar um Sindicato, para cobrar a Contribuição dos Funcionários dos Sindicatos, pois no Brasil existe mais de 18.000 Sindicatos, se cada Sindicato tiver cinco funcionários, vou cobrar a contribuição de 90.000 funcionários, pretendo ficar rico com essa minha ideia. Em suma estamos caminhando para igual a Venezuela.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*