Sobre auxílio moradia | Fábio Campana

Sobre auxílio moradia

Em 2014, o ministro Luiz Fux assinou liminar para estender auxílio-moradia a 17 mil juízes e 13 mil membros do Ministério Público. Ainda que o juiz ou procurador trabalhe na cidade em que mora, recebe o auxílio igualzinho. O texto dá a impressão de que o ministro já sabia se tratar de um absurdo: “E nem se diga que o referido benefício revela um exagero ou algo imoral ou incompatível. Cada categoria de trabalhador possui direitos, deveres e verbas que lhe são próprias”.
E nós aqui, a pagar aluguel ou a prestação da casa própria…
A medida custa ao país R$ 1,4 bilhão por ano.


2 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 13:55 hs

    Desculpa e bunda todo mundo tem, dizia meu velho pai, promotor de justiça das antigas no saudoso velho RJ, dos tempos que não havia auxílio moradia e o prefeito local emprestava uma casa de madeira para o promotor morar.

  2. Xerpa
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 16:46 hs

    Aposto que o Juiz Sergio Moro e Daltan e equipe não aceitam esse benefício por ser imoral. Não é mesmo Dotors?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*