PF prende Arthur Nuzman, presidente do COB | Fábio Campana

PF prende Arthur Nuzman,
presidente do COB

Em novo desdobramento da Operação Unfair Play, a força-tarefa da Lava-Jato está nas ruas para prender temporariamente o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Arthur Nuzman, e seu braço-direito Leonardo Gryner. Na segunda-feira, Gryner se reuniu em um hotel em Paris, em 2009, com o empresário Arthur Soares, acusado de pagar milhões em subornos ao ex-governador Sérgio Cabral e atualmente foragido. As informações são de Chico Otávio e Daniel Biasetto n’O Globo.

O “Rei Arthur”, apelido de Soares, é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como responsável pelo pagamento de US$ 2 milhões (R$ 3,5 milhões, na cotação da época) em propina ao senegalês Papa Massata Diack. Segundo o MP francês, em troca, o pai dele, Lamine Diack, à época presidente da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), votaria na candidatura do Rio durante a eleição realizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), no dia 2 de outubro de 2009, na Dinamarca.


2 comentários

  1. Do Interior....
    quinta-feira, 5 de outubro de 2017 – 10:05 hs

    Eu já tinha dito aqui que a quando LuLLa quis trazer a copa do mundo para o Brasil, seria para desviar dinheiro das obras, que se davam, justamente, na véspera da campanha eleitoral de 2010.

    Com a olim-piada, não seria diferente.

    Agora vemos que eu estava com a razão.

  2. Simões
    quinta-feira, 5 de outubro de 2017 – 11:06 hs

    Pois é meus amigos, quando escrevia aqui que estes dois eventos só iriam fazer com que muitos ganhassem muito dinheiro ilegal, pagamento de propina e assemelhados, me chamavam de complexo de vira-lata, agora gostaria de voltar no tempo para esfregar na cara daqueles que o que falávamos lá atrás se tornou realidade.

    Mais um ladrão na cadeia, faltam alguns, mas a justiça divina tarda mas não falha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*