Na ponta do facão | Fábio Campana

Na ponta do facão

Aconteceu em Foz do Jordão, cidade do Centro-Sul do Paraná. Com cinco mil e poucos habitantes é difícil não ver ou não ser visto.
Pois, pois, o secretário de Viação e Obras, Agnaldo de Oliveira, autorizou que uma pessoa, que não é funcionária pública, dirigisse carro oficial.
Marcelo Amâncio, secretário de Transportes, viu e não gostou. Foi tirar satisfação.
No meio do bate-boca, o generoso Agnaldo, que empresta carro da prefeitura, perdeu a paciência, compostura e civilidade e partiu para cima do outro com um facão. Não ficou na ameaça, fez um rasgo no braço do colega.
Rolou delegacia, boletim de ocorrência e muitos comentários na cidade.
Mas parece que o problema é um pouco diferente em Foz do Jordão e a discussão resolvida na ponta do facão foi só uma catarse a respeito de uma locação mensal de máquinas feita pela prefeitura, que gira em torno de R$ 18 mil mensais. Agnaldo é o dono da máquina, Marcelo não aprova, o prefeito fica em silêncio.


5 comentários

  1. Gerson Lima
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 15:43 hs

    Afinal, quem é o secretário de transporte?

  2. Azedo
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 15:51 hs

    A polícia e o Ministério Público também ficam caladinhos?

  3. Blog Fábio Campana
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 15:52 hs

    Obrigado, Gerson.
    Um abraço

  4. PEDROCA DO SUDOESTE
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 – 20:54 hs

    Por essas e por outras, que se verifica que a corrupção está disseminada em todos os cantos do país, desde os pequenosw municipios, tem seus esquemas,favorecimentos. A corrupção é ENDÊMICA,lamentavelmente.

  5. Sapo Eletrico
    sexta-feira, 27 de outubro de 2017 – 2:49 hs

    Rapaz, isso ai parece aquela musica do Teixeirinha, Facão 3 Listras!

    Vamos esperar o que vai dar isso. Com certeza, vai haver processo judicial de todo lado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*