Endividamento das famílias atinge 58,4% | Fábio Campana

Endividamento das famílias
atinge 58,4%

O percentual de famílias endividadas fechou o mês de setembro com alta de 0,4 ponto percentual, em relação a agosto, atingindo os 58,4%, o maior patamar dos últimos sete anos. Os dados fazem parte da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
A alta taxa de desemprego ajuda a explicar a maior dificuldade das famílias em pagar suas contas em dia e o pessimismo em relação à capacidade de pagamento.
A pesquisa apurou que o tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi 64,3 dias em setembro deste ano, crescendo em relação aos 63,2 dias registrados em setembro do ano passado.
O cartão de crédito permanece como a principal forma de endividamento, atingindo 76,4% das famílias, seguido dos carnês (16,2%) e crédito pessoal (10,3%).
A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.


2 comentários

  1. Do Interior....
    quarta-feira, 4 de outubro de 2017 – 17:00 hs

    Essa é a riqueza proveniente do PT: do endividamento.

  2. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    quinta-feira, 5 de outubro de 2017 – 8:34 hs

    Esse é o resultado da herança maldita da era Lula e Dilma.
    Pior que tem imbecil incapaz de ver isso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*