Coronel na Câmara de Curitiba | Fábio Campana

Coronel na Câmara de Curitiba

O coronel Gerson Rolim da Silva, comandante do 20º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB), que participou da Tribuna Livre da Câmara Municipal hoje, a convite da vereadora Noemia Rocha (PMDB). Ele foi questionado pelo vereador Goura, PDT, a respeito de uma eventual intervenção militar no Brasil. Rolim afirmou que os militares estão sujeitos ao artigo 142 da Constituição, ou seja, estão submetidos às instituições. “E as instituições têm funcionado corretamente. Só haverá intervenção se as instituições julgarem necessário. O artigo 142 também prevê que o Exército Brasileiro apoie as forças auxiliares, isto é, em caso de necessidade qualquer governo estadual pode pedir apoio. Mas nosso equipamento não é preparado para a criminalidade urbana. Como usar um carro de combate numa favela? Defendemos investimento na área de inteligência, que a criminalidade seja combatida antes”.
E ele também falou a respeito do movimento “O sul é meu país”: “Na Amazônia também se fala em separatismo, mas devemos lutar contra essas ideias” e citou a união indissolúvel dos estados prevista na Constituição.

(Foto: Chico Camargo/CMC)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*