Candidatura avulsa | Fábio Campana

Candidatura avulsa

Chegou hoje à tarde no Senado a proposição que trata sobre a possibilidade de uma pessoa se candidatar a um cargo sem estar filiada a um partido. A resposta foi igualzinha a da Câmara: não!
O senador Reguffe, do Distrito Federal e atualmente sem partido, argumentou, mas não adiantou: “Se alguém quiser se filiar a um partido, muito bem. É um direito. Mas, candidatar-se sem filiação partidária também é um direito, e o eleitor tem a liberdade de escolher. Proibir isso é antidemocrático. Torna a política monopólio dos partidos políticos”.
Cristovam Buarque (hoje no PPS-DF) também apoia a candidatura avulsa e criticou o fato de a proposta ter sido aprovada num período em que a questão é discutida em outras instâncias: “Foi um provocação da Câmara inserir a proibição de candidatura avulsa justamente enquanto o STF já tem julgamento marcado sobre isso”.


Um comentário

  1. eleitor desmemoriado
    sexta-feira, 6 de outubro de 2017 – 15:17 hs

    Isto só pode ser uma piada, igualzinha aos políticos de hoje, mas o voto facultativo com este ninguém se importa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*