As contas partidárias e eleitorais | Fábio Campana

As contas partidárias e eleitorais

A notícia que O Globo traz é a estampa de que a maracutaia reinante nas eleições não acabará tão cedo. Segundo o jornal, o TSE tem somente onze analistas para fiscalizar as contas partidárias e eleitorais.
No final das eleições do ano que vem, eles terão que analisar um número incrível: em média R$ 1 milhão por hora. O cálculo é baseado no montante da grana que escorrega pelas campanhas e no prazo legal, até dezembro, para ter todas as contas julgadas para diplomação do novo presidente da República.
O TSE é responsável por verificar a contabilidade das campanhas presidenciais e dos diretórios nacionais de partidos, que são, hoje, 35.
Quais as chances disso dar certo?


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*