Alckmin supera Doria na preferência do paulistano para a eleição de 2018 | Fábio Campana

Alckmin supera Doria na preferência do paulistano para a eleição de 2018

A pesquisa do Datafolha traz um dado que vai apimentar a disputa interna no PSDB: os paulistanos preferem o governador Geraldo Alckmin como o candidato à Presidência pelo partido em 2018. Para 45%, ele é o melhor nome, enquanto 31% apontam o prefeito João Doria como o preferido. Descartam ambos 20% dos ouvidos. As informações são de Igor Gielow na Folha de S. Paulo.

Doria foi tirado da cartola por Alckmin para a disputa em 2016, derrotando o então tucano Andrea Matarazzo nas prévias do partido. Desde que assumiu e ganhou projeção nacional, o prefeito começou a ensaiar um voo solo animado por pesquisas que o colocavam em pé de igualdade com Alckmin numericamente, e com potencial de crescimento baseado no desconhecimento de seu nome.

Assim, o prefeito encampou o discurso de que o PSDB deveria usar pesquisas eleitorais para definir o melhor nome para a disputa. Há três meses, começou uma série de viagens nacionais para se expor mais, o que embutia o risco natural de perder popularidade em casa.

Até aqui, só o ônus foi provado. Além do tombo na aprovação, não se descolou de Alckmin na disputa nacional –ambos somaram 8% em simulações feitas pelo Datafolha na semana retrasada.

A avaliação dos dois tucanos, aliás, se igualou no levantamento feito agora na capital. O governador subiu de 27% para 31% de ótimo/bom, enquanto o prefeito caiu para 32%. Reprovam Alckmin 28%, e 40% veem sua gestão como regular –Doria marca 26% e 40%, respectivamente.

Essa igualdade é registrada também na nota média dada pelos entrevistados aos tucanos. Ambos cravam 5,4 no gosto do paulistano, embora Alckmin suba e Doria desça em relação à pesquisa do Datafolha de junho.

ACERTOS

Segundo a pesquisa Datafolha de agora, o maior acerto da gestão Doria está na área de limpeza e coleta de lixo –alvo de sua ação Cidade Linda, de zeladoria em pontos visíveis da cidade. Para 11% dos ouvidos, o governo vai bem na área, contra 15% que achavam isso em abril.

As doações empresariais à cidade continuam sendo malvistas pelos moradores. Para 46% dos paulistanos, elas não são transparentes (eram 45% em junho). Já 9% as veem como transparentes.

O centro, alvo da ação contra a cracolândia encabeçada pela prefeitura e governo do Estado, é a região da cidade em que o prefeito recebe as melhores avaliações.

A pesquisa Datafolha ocorre também no momento em que o prefeito consegue avançar na Câmara os principais pontos de seu programa de concessões e privatizações.

Já foram aprovados e no aguardo da publicação dos editais as concessões, por exemplo, de terminais de ônibus, Bilhete Único, parques e o Mercadão, por exemplo.

As privatizações de Anhembi e Interlagos ainda precisam passar pela avaliação dos vereadores.


Um comentário

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 9 de outubro de 2017 – 10:38 hs

    Doria é outro Jânio, outro Collor. Mais um mistificador da política, arrogante e empertigado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*