Umuarama virou praça de guerra | Fábio Campana

Umuarama virou praça de guerra


12 carros foram destruídos. Presos da cadeia pública aproveitaram a confusão para armar a rebelião


A polícia revelou que o corpo da menina Tabata Fabiana Crespilho da Rosa, de 6 anos (FOTO), foi encontrado em uma cova rasa no meio da mata entre Umuarama e Xambré, no Noroeste do Paraná.

Eduardo Leonildo da Silva, 30 anos, foi preso e de acordo com a polícia confessou o fato, sem dar detalhes. O acusado levou os policiais ao local que enterrou a criança após raptá-la perto da escola na terça-feira (26).

Assim que a notícia da prisão do suspeito se espalhou, a cidade de Umuarama virou palco de uma guerra. Moradores tentaram invadir a delegacia. Segundo a Polícia Civil, pelo menos 12 veículos foram destruídos, sendo seis carros policiais, quatro de imprensa local, e dois veículos particulares. Alguns foram incendiados. Presos da cadeia pública também aproveitaram a confusão para se rebelarem. Ninguém fugiu.

Em nota, a Polícia Civil informou que paralelamente ao inquérito policial referente a prisão do suspeito autuado pela morte da menina Tábata, outro inquérito policial será aberto para apurar rigorosamente os danos causados ao patrimônio público.

Tabata foi à escola acompanhada do irmão mais velho de 13 anos, como fazia todos os dias. Porém, ela não entrou na instituição. A família registrou o desaparecimento e desde então a garotinha era procurada.

Imagens mostraram que ela foi abordada pelo criminoso perto da instituição e não foi à escola. Câmeras do sistema de monitoramento de estabelecimentos da região ajudaram a investigação a chegar até Eduardo.

Tabata foi raptada, e pode ter sido violentada sexualmente. O corpo estava com os pés e mãos amarrados de cabeça para baixo. Laudos devem apontar como ela foi morta e se houve estupro.


5 comentários

  1. Maquiavel
    quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 16:31 hs

    E onde estava a “policia” quando a menina foi sequestrada?

    Agora, neste momento, o BOPE saiu de Curitiba e esta em Umuarama.

    Infelizmente para este pobre criança e a família dela, chegam muito tarde.

  2. BETO
    quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 16:45 hs

    A família também tem sua parte de culpa pois estão permitindo que CRIANÇAS se vistam como adolescentes e pior, postem fotos sensuais para que estes bandidos façam o que fizeram com esta pobre criança.

  3. Antônio Álvaro Rosar
    quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 19:13 hs

    As escolas tem por obrigação de ligar para os pais para saber o porque da falta, mas só ligam para reclamar e neste caso teriam ganho muito tempo e quem sabe não poderiam ter evitado esta desgraça.

  4. jorge
    quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 19:47 hs

    Não é destruindo seu patrimônio que o povo fará justiça. São vândalos que pretextando fazer justiça dão vazão aos seus instintos animais. Nada do que fizeram trará Tabata de volta.

  5. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 21:31 hs

    A cada dia a população perde confiança nas instituições.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*