Um delegado e dois escrivães presos pelo Gaeco em Campo Magro | Fábio Campana

Um delegado e dois escrivães presos pelo Gaeco em Campo Magro

O Gaeco, do Ministério Público estadual, realiza uma operação na manhã de hoje em Campo Magro, município vizinho de Curitiba. A ação investiga policiais que cobravam propina de comerciantes. Segundo Leonir Batisti, coordenador do Gaeco, três pessoas foram detidas. “São três prisões, envolvendo um delegado e duas pessoas que não são da Polícia Civil, mas trabalharam como escrivães, em Almirante Tamandaré”.

A denúncia repassada ao Gaeco foi feita por comerciantes e moradores de Campo Magro e Tamandaré. “Nós estamos em cima desse caso há mais ou menos um ano”, informa Batisti. Além das prisões, devem ser cumpridos dez mandados de busca e apreensão e seis de condução coercitiva. Os detidos foram encaminhados à sede do Gaeco.


Um comentário

  1. quinta-feira, 28 de setembro de 2017 – 11:48 hs

    ATÉ PARECE MENTIRA UMA NOTICIA DESSA!!!
    MESMO SABENDO QUE GESTORES PÚBLICO NESSE MOMENTO, ESTÃO TODOS COM O FIOFÓ PEGANDO FOGO. OS CARAS ASSIM MESMO TEIMAM EM FAZER CAGADAS!!!
    SE FOSSE DO PCC ATÉ PODE SE COMPREENDER. MÁS, POLICIAIS???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*