TRF nega pedido de Okamotto para anular condenação de Lula | Fábio Campana

TRF nega pedido de Okamotto para anular condenação de Lula

Radar On-Line, VEJA

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, para que fosse anulada a sentença do processo que investigou a propriedade do apartamento triplex no Guarujá.

Expedida pelo juiz Sergio Moro em julho, a decisão condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão. Moro também absolveu Okamotto de lavagem de dinheiro em relação ao armazenamento do acervo presidencial por falta de provas suficientes.

O advogado pedia acesso integral aos aparelhos de celular apreendidos e aos HDs citados na denúncia para a realização de prova pericial. Também requeria concessão da ordem para produção de provas periciais no acervo presidencial a fim de comprovar a inexistência de vantagem indevida.


2 comentários

  1. Jose Nascimento
    sexta-feira, 22 de setembro de 2017 – 22:38 hs

    lula tem a bala de prata, ou o Zap para se safar, e só assinar a filiação no PSDB, dai… vai ser beneficiado pelas beneses da justiça e das leis, e será esquecido da imprensa, como acontece com o Aecio, e Serra, que tem ordem de prisão engavetado, e serão condenados quando completar 100 anos de vida.

  2. Juca
    sábado, 23 de setembro de 2017 – 7:46 hs

    Um em 1 milhão de japoneses não presta. E esse Okamotto é o que não presta nesse milhão! Se prestasse não estaria envolvido com Lula! Vergonha para o povo japonês!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*